Polícia Militar de SP cobra R$ 106 mil de soldado que bateu viatura

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 1 de dezembro de 2017 às 10:32
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 18:27
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Tribunal de Justiça e a 12ª Vara da Fazenda Pública decidiram que policial deve pagar

A Polícia Militar está cobrando o valor de R$ 106 mil do policial Daniel Xavier Rivera por uma viatura que capotou durante uma chuva no centro de São Paulo, em 2014. Na época, a corporação cobrou R$ 11 mil pelo conserto do carro e o PM se recusou a pagar, o que é direito seu.

A Polícia Militar deu andamento ao processo e agora o Tribunal de Justiça e a 12ª vara da Fazenda Pública de São Paulo decidiram que Daniel deve pagar R$ 106.773,58 à corporação. “A PM me acionou, eu recorri até as últimas instâncias e agora o Tribunal de Justiça e a Fazenda querem me cobrar esse valor absurdo”, relata o policial.

A corporação deu andamento ao processo e agora o Tribunal de Justiça e a 12ª vara da Fazenda Pública de São Paulo decidiram que Daniel deve pagar R$ 106.773,58 à corporação. “A PM me acionou, eu recorri até as últimas instâncias e agora o Tribunal de Justiça e a Fazenda querem me cobrar esse valor absurdo”, relata o policial.

Daniel afirma que não possui o dinheiro para pagar a dívida. “Eu não posso buscar outro meio de melhorar minhas condições financeiras e agora sou um policial algemado. Hoje a viatura mais cara do estado não passa de R$ 100 mil e eles querem me cobrar esse valor em um Vectra 99 que já foi consertado, voltou para as ruas e a conta ficou nas minhas costas. Tenho risco de perder o único patrimônio que tenho, meu apartamento que eu vivo com a minha família e ainda pago as prestações”, afirma.

 informações do Metro Jornal)