Formula Chopp

Pediatria da UPA do Aeroporto passa a ser ponto de apoio a pacientes com covid-19

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 14 de maio de 2021 às 09:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Pediatria da UPA do Jardim Aeroporto, passa a ser ponto de apoio e suporte para o atendimento a pacientes suspeitos de Covid-19 em Franca

Pediatria da UPA do Aeroporto passa a ser ponto de apoio para pacientes com covid-19 em Franca

 

A partir desta sexta-feira, 14, a ala de pediatria da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do Jardim Aeroporto, passa a ser ponto de apoio e suporte para o atendimento a pacientes suspeitos de Covid-19, acolhidos pelo Pronto-Socorro “Dr. Álvaro Azzuz”.

Com essa alteração, os atendimentos às crianças deverão ser direcionados para o Pronto-Socorro Infantil.

Segundo o prefeito Alexandre Ferreira, a decisão foi adotada, tendo em vista, a alta demanda de atendimentos registrada nas últimas semanas, no Pronto-Socorro Municipal, principal porta de acesso para os pacientes com Covid-19, atingindo a capacidade máxima da estrutura física para o acolhimento das pessoas.

A unidade conta, atualmente, com 50 leitos, ampliados recentemente, sendo 42 de enfermaria e 8 tipo UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

De acordo com os boletins diários do Pronto-Socorro, publicados nas páginas oficiais da Prefeitura de Franca nas redes sociais desde o dia 6 deste mês, a unidade tem registrado uma média de 500 atendimentos diários, exclusivos de Covid-19 e na manhã da ultima quinta-feira, ultrapassou a capacidade oferecida.

Foram registrados 52 pacientes em observação pelas equipes de enfermagem e médica, sendo que 49 pessoas aguardavam transferência para hospitais, por meio de regulação via CROSS, coordenada exclusivamente pelo Governo do Estado.

Desse total de pacientes, 22 ocupavam os leitos tipo UTI, com 6 pessoas entubadas e 30, em atendimento na ala enfermaria.

Em vídeo publicado na tarde desta quinta-feira, o prefeito Alexandre Ferreira reforçou que a Prefeitura dobrou a capacidade do Pronto-Socorro e, mesmo assim, está sendo necessária a abertura de novas vagas.

“Tenho falado da gravidade da situação, mas parece que boa parte da população age como se o vírus não existisse ou como se o risco de ficar doente não fosse real”, alertou o prefeito.

Alexandre Ferreira reforçou que a Prefeitura não tem medido esforços para realizar ações, visando o enfrentamento da doença e está empenhada, numa ação em conjunto com o Ministério Público para que o Estado abra novos leitos em hospitais.

Patrulha Covid

Outro destaque apresentado pelo prefeito foi a implantação da “Patrulha Covid”, intensificando a fiscalização de abusos, como festas e eventos clandestinos, além do funcionamento de estabelecimentos que venham a descumprir a Fase de Transição do Plano São Paulo, por meio das equipes da Vigilância Sanitária e Guarda Civil Municipal.

O serviço poderá ser acionado pelo Covizap 99917-2802.

Além dessas medidas, o chefe do Executivo também anunciou o envio de um projeto de lei para aprovação da Câmara Municipal, visando a contratação em caráter temporário de mais funcionários para a linha de frente ao atendimento e combate à Covid-19.

Ao anunciar essas ações, Alexandre Ferreira alertou que todas essas medidas e providências tomadas pela Prefeitura não serão suficientes, se a população não colaborar, continuar ignorando a gravidade do momento e não fizer a sua parte.

“É humanamente impossível, a Prefeitura fiscalizar, ao mesmo tempo, a atitude individual de cada um dos 355 mil francanos”.

“Então, se você quer que a cidade continue aberta, você precisa fazer a sua parte com urgência. Sem a cooperação de todos e a mudança da situação atual, a adoção de medidas mais rigorosas serão inevitáveis nos próximos dias”.

“A ajuda que peço não é para a Prefeitura. É uma ajuda a você mesmo e a sua família. Pense nisto”, solicitou o prefeito.


+ Saúde