Formula Chopp

Mulher que disse ter dado à luz 10 bebês armou tudo e está em hospital psiquiátrico

  • Bernardo Teixeira
  • Publicado em 22 de junho de 2021 às 15:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O cheiro de armação ficou mais forte quando o marido de Gosiame, Tebogo Tsotetsi, revelou “não acreditar que os 10 filhos existiam”. 

Uma reviravolta impressionante no caso da mulher que teria dado à luz 10 bebês. A polícia da África do Sul resolveu investigar a história e descobriu que ela, na verdade, inventou tudo.

Gosiame Sithole, de 37 anos, foi presa nas proximidades de Johanesburgo. Ela estava na casa de parentes.

A história do parto dos 10 bebês, que seria um recorde mundial, causou estranheza e levantou suspeitas entre os investigadores.

A polícia diz que Gosiame não cometeu crime

Marido foi fundamental 

A imprensa sul-africana tratou o assunto com bastante interesse, colocando ainda mais pressão nas investigações.

O cheiro de armação ficou mais forte quando o marido de Gosiame, Tebogo Tsotetsi, revelou “não acreditar que os 10 filhos existiam”.

O marido reclamou de não conseguir ver seus 10 filhos. Tebogo narrou várias tentativas frustradas de encontrar com os supostos bebês, que nunca apareceram diante das câmeras.

Gosiame teria dado à luz no Hospital Mediclinic Medforum, que fica em Pretória. O centro médico diz não ter atendido a mulher de 37 anos.

Caso psiquiátrico

“Podemos confirmar que nenhuma de nossas instalações estava envolvida no cuidado obstétrico desta paciente”, declarou Tertia Kruger, porta-voz do hospital.

Ela não esclareceu o fato da Medclinic afirmar saber do frenesi provocado pelo caso envolvendo o nome do centro médico.

A falsidade da gravidez foi sacramentada pelo Departamento Nacional de Saúde da África do Sul, que não encontrou evidências do nascimento dos 10 bebês. A polícia não fala em crime cometido pela mulher, que foi levada para um hospital psiquiátrico.

Refiloe Mokoena, advogada de Gosiame Sithole, diz que sua cliente está detida contra a sua vontade. Ela garante que irá buscar sua libertação na Justiça.


+ Comportamento