Movimento nos aeroportos brasileiros deve ser 41% menor neste fim de ano

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 18 de dezembro de 2020 às 19:06
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 12:03
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Os dias de maior movimento devem ocorrer entre 21 e 23 de dezembro e 4 de janeiro

Administradora de 48 aeroportos brasileiros, incluindo Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ), a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) estima que o número de pessoas que usarão seus terminais durante as festas de fim de ano será 41% menor que há um ano.

Pelos cálculos da estatal aeroportuária, os 32 aeroportos com voos comerciais regulares que estão sob sua responsabilidade receberão 1,91 milhão de passageiros, entre hoje (18) e o próximo dia 4. 

Durante as festas de fim de ano de 2019, 3,27 milhões de usuários passaram pelos aeroportos administrados pela Infraero, que respondem por cerca de 30% da movimentação de passageiros no país.

A previsão é que, no mesmo período, ocorram 16,4 mil pousos e decolagens – um número 40% inferior ao registrado no período de festas entre 2019 e 2020. 

Os dias de maior movimento devem ocorrer entre 21 e 23 de dezembro e  4 de janeiro, quando muitas pessoas retornarão das festas.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a partir da segunda quinzena de dezembro e até o fim da semana que vem, a média diária de decolagens previstas para ocorrer em todos os aeroportos do país oscila entre 72% e 70% da média das semanas anteriores à confirmação da presença do novo coronavírus no Brasil, no fim de fevereiro.

De acordo com a entidade, se, em média, 1.663 partidas diárias se concretizarem, a movimentação durante o mês de dezembro ficará em torno de 69% do nível pré-crise sanitária. Para para a primeira semana de março, estavam previstos, em média, 2,4 mil partidas domésticas diárias nos aeroportos do país.

Segurança​

Para tentar minimizar os riscos de contágio pelo novo coronavírus, a Infraero recomenda que os usuários procurem antecipar o check-in por meio dos canais digitais da empresa aérea.

Também aconselha a terem cópia da passagem no celular, para não ser necessário manusear cartões de embarque impressos.

De acordo com regras adotadas em todos os aeroportos do país, a estatal recomenda que, em caso de viagens nacionais, as pessoas cheguem ao aeroporto com, no mínimo 1h30 antes do horário do voo. 

Se o voo for internacional, o aconselhável é chegar com pelo menos 3 horas de antecedência.

É necessário manter o distanciamento físico, respeitando as sinalizações e evitando aglomerações. 

O uso de máscaras é obrigatório tanto no aeroporto quanto durante a viagem. 

Dispensadores de álcool foram espalhados pelos aeroportos e recomenda-se que as pessoas que fizerem compras em lojas, restaurantes ou lanchonetes evitem utilizar dinheiro, priorizando o pagamento com cartões ou aparelhos de celular.

*Informações Agência Brasil