Candidato eleito em Aramina é alvo do Gaeco em crime eleitoral

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 17 de novembro de 2020 às 22:36
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 08:43
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Documentos e equipamentos eletrônicos foram recolhidos com autorização da Justiça Eleitoral

O vereador Luis Carlos Campos (PSD), em Aramina, foi alvo de uma operação do Ministério Público, através do ​GAECO.

Os bens imóveis do político – eleito vice-prefeito no Município, foram fiscalizados por policiais e promotores de Justiça.

No mandado de busca e apreensão uma investigação por suspeita de compra de votos nas eleições 2020.

De acordo com as primeiras informações do promotor Adriano Mellega, agentes públicos recolheram documentos e equipamentos eletrônicos, entre eles telefones celulares, na casa do parlamentar e em um imóvel vizinho, também pertencente a ele, no Centro da cidade.

As duas ordens foram expedidas pela Justiça Eleitoral de Igarapava (SP).

O Jornal da Franca e a equipe do G1 tentaram contato com o vereador ou com um representante para obter um posicionamento. 

A reportagem procurou a Câmara, mas o Legislativo não passou nenhum contato do parlamentar e informou que, na Casa, ele não conta com assessores diretos.

Em relação à investigação, o Legislativo também informou que só sabe o que foi veiculado pela imprensa nesta terça-feira.

Presidente do Legislativo local no mandato que se encerra este ano, Luiz Carlos é vice na chapa da prefeita eleita Maria Madalena da Silva (PSD) para 2021 com 51,69% dos votos.