Durante pandemia, Justiça de SP produziu 82,2 mil atos por dia

Dados de 16 de março a 18 de outubro.divulgados pelo Tribunal de Justiça de SP

Postado em: em Justiça

Desde que implantou o trabalho remoto, em 16 de março, até ontem (18), a Justiça do Estado de São Paulo já produziu 17.770.955 atos processuais – entre sentenças, acórdãos, despachos e decisões. Esse número corresponde a uma média de 82,2 mil atos por dia (incluindo finais de semana e feriados). 

A adoção do trabalho remoto foi necessária em razão da pandemia do novo coronavírus. O Tribunal de Justiça de São Paulo implementou o home office, de maneira parcial, no dia 16 de março, estendendo para 100% das equipes em 25 do mesmo mês. Em 27 de julho foi retomado parcial e gradativamente o trabalho presencial (20% do quadro funcional), especialmente para andamento dos processos físicos. Ao longo de todo esse período, magistrados e servidores mantiveram a prestação jurisdicional. Para acesso remoto ao sistema informatizado de processos, utilizam o webconnection, que registrou entre 16/3 e 18/10 4,6 milhões de conexões e contabilizou 40.085 usuários distintos. 

Confira a produção de 1º e 2º Graus (de 16/3 a 18/10):

1º grau:

Despachos = 5.776.366

Decisões Interlocutórias = 8.820.543

Sentenças = 1.934.089

2º grau:

Despachos = 575.979

Decisões monocráticas = 67.377

Acórdãos = 596.601

#TrabalhoRemotoTJSP

Além das atividades no sistema por webconnection, os servidores também trabalham na organização das agendas, pesquisas, entre outras tarefas.  O contato do público com o cartório é preferencialmente por e-mail (veja a lista de e-mails das unidades em www.tjsp.jus.br/e-mail). Também estão sendo realizadas audiências por videoconferência. O trabalho funciona em dias úteis, das 9 às 19 horas, e os plantões ordinários (aos finais de semana e feriados) também são remotos e recebem peticionamento eletrônico das 9 às 13 horas.

Com a retomada gradual do trabalho presencial, em todos os prédios do estado estão sendo tomadas as medidas de segurança necessárias à saúde de magistrados, servidores, integrantes do sistema de justiça e público em geral, com regras como o distanciamento social e o uso contínuo de máscaras. Para as partes acessarem os prédios é necessário agendamento prévio. Outros serviços on-line também foram disponibilizados para auxiliar advogados e jurisdicionados que precisam do Judiciário. As iniciativas evitam o deslocamento e também são uma forma de prevenir a disseminação da Covid-19. Veja mais informações sobre os serviços on-line.

Comunicação Social TJSP – CA (texto) / MC (arte)
imprensatj@tjsp.jus.br


Artigos Relacionados