Preocupação em Franca; governo do Estado regride a cidade para a fase vermelha

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 22 de janeiro de 2021 às 14:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Colapso no sistema de saúde (ocupação 100% dos leitos UTI Covid) deixa Franca em situação ruim

Novas medidas do Governo, através do Plano de Contingência revê decisões; acompanhe!

Franca regrediu no Plano SP. A piora nos números da Covid-19 em São Paulo levou o governo do estado a anunciar, nesta sexta-feira (22), um endurecimento da quarentena, com o adiamento da volta às aulas, o cancelamento das cirurgias eletivas no estado e a reabertura de um hospital de campanha na capital.

Sete regiões —Franca, Barretos, Presidente Prudente, Marília, Bauru, Sorocaba e Taubaté— foram para a fase vermelha, a mais rígida do Plano. As demais, inclusive a região da Grande São Paulo, estão na fase laranja.

De acordo com o governo, a fase vermelha, porém, estará em vigor em todo o estado à noite (das 20h às 6h) em todos os dias da semana e 24h aos fins de semana e feriados das próximas duas semanas (25, 30 e 31/1; 6 e 7/2). Logo, apenas atividades essenciais poderão funcionar nesses períodos.

As medidas serão publicadas em Diário Oficial neste sábado (23) e entrarão em vigor a partir de segunda-feira (25) até o dia 7 de fevereiro.

Com a reclassificação, 78% da população do estado está em regiões na fase laranja, enquanto 22%, na fase vermelha.

“Essas são as medidas necessárias para reforçar o sistema de saúde e garantir o atendimento a todos”, afirmou o governador João Doria (PSDB).

Marcada anteriormente para 1º de fevereiro, a volta às aulas foi adiada para o dia 8 e a presença dos alunos não será mais obrigatória durante as fases vermelha e laranja do Plano. A medida vale apenas para a rede pública do estado.


+ Saúde