Prefeitura de Franca entrega última Creche-Escola no bairro Jardim Tropical

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 29 de dezembro de 2020 às 19:55
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 13:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Segunda unidade da creche-escola, localizada no Jardim Tropical, será inaugurada na manhã desta 4ª feira

 A Prefeitura de Franca programou para esta semana, a entrega de duas Creches-Escola, uma no Jardim Palmeiras que levou o nome de ‘Maria Ribeiro Ramos’, cujo evento ocorreu na manhã da terça-feira, 29, com a presença de autoridades e familiares. 

Em razão do quadro de pandemia, foram observados todos os cuidados protocolares, com uso de máscara e mantido o distanciamento seguro entre as pessoas. 

E a outra está prevista para a manhã desta quarta-feira, 30, no Jardim Tropical, onde a homenageada e a sra. Maria Umbelina de Souza, mais conhecida como ‘Dona Biluca’, mãe do prefeito Gilson e do vereador Nirley de Souza, falecida em maio deste ano.

Na cerimônia de terça-feira, os familiares da homenageada, que foi uma educadora que faleceu aos 72 anos e dedicou sua vida ao magistério, ficaram encantados com a qualidade das instalações.  

Ao lado do prefeito e da coordenadora de área de Creches, Tamara Raiz, os convidados percorreram os ambientes e constataram os espaços amplos, arejados e muito bem distribuídos.

Hélio Antônio Ramos, contador aposentado falou em nome da família e agradeceu pela lembrança, destacando que desde que chegou a Franca vinda de Alfenas e Morro Agudo com outros 10 irmãos, Maria Ribeiro, mais conhecida como “Dona Níria’ se dedicou aos estudos, com diversas especializações que conseguiu após se formar no antigo Normal na Escola ‘Torquato Caleiro’. 

Também falaram na sequência a coordenadora de Creches e o secretário de Saúde, Luiz Vergara, autor da propositura do nome da homenageada quando era vereador.

O prefeito Gílson de Souza, em sua saudação, reforçou que praticamente dobrou o número de vagas ofertas em creches durante seus 4 anos de administração, o que considera um recorde difícil de ser superado nesses 196 anos da cidade. 

Lembrou outro detalhe, que foram os investimentos próprios, mais de R$ 3 milhões, para a construção desse equipamento que tem um significado social todo especial, atendendo as famílias que precisam trabalhar e não tem onde deixar suas crianças.

Por fim lembrou que essa era a 21ª unidade em sua administração e que por isso se sentia enormemente gratificado. 

“Nada é tão importante quanto cuidar bem de nossas crianças, dentro do possível, foi o que procuramos fazer, elas são o nosso futuro”, concluiu. Em seguida com os familiares foi descerrada a placa inaugural da unidade. 

Creche -Escola ‘Dona Biluca’ no Tropical ​

Para esta quarta-feira, às 9h30, está confirmada a entrega da último unidade voltada ao atendimento de crianças, a Creche que leva o nome da ‘Sra. Maria Umbelina de Souza – Dona Biluca’, como era mais conhecida.  

A construção envolveu recursos conjuntos da Prefeitura e também do Governo Federal, com capacidade para acolher até 200 crianças. 

A unidade segue os mesmos padrões das construções recentes entregues pela Prefeitura nos bairros São Joaquim e Palmeiras, onde são privilegiados a ventilação e iluminação natural, vastos corredores, lactário, refeitório, sanitários adaptados para pessoas com deficiência, rampas de acessibilidade e outras benfeitorias. 

Quem foi a homenageada​

Nascida no dia 6 de novembro de 1931, na cidade de Ilicinéa (MG), casou-se em Delfinópolis com Francisco Assis de Souza, o “Seo Tomé” – já falecido -, conhecido comerciante na cidade mineira e depois feirante em Franca. 

Com ele, ‘Dona Biluca’, como era carinhosamente chamada, teve sete filhos. 

O mais velho, José dos Reis Souza (falecido), Nirley de Souza, Gilson de Souza, Donizeti de Souza, Aparecida Helena de Souza, Carlos Roberto de Souza e Elizabeth de Souza.

Mulher de espírito empreendedor, incentivou o marido a comprar um bar em Delfinópolis e ela mesma quem fazia quitutes e salgados para ele vender no local. 

Apesar do comércio consolidado da família na cidade mineira, Dona Biluca convenceu o marido a se mudar para Franca porque queria “criar os filhos em uma cidade maior, para que pudessem crescer na vida”. E assim o fizeram. 

Em Franca, ela era muito conhecida e admirada no Alto do Bairro Santa Rita, onde morou durante décadas, construindo junto à comunidade uma história pautada no respeito e dedicação ao próximo, com ações solidárias. 

Dona Biluca era uma pessoa muito querida, pelo seu jeito carinhoso, amável e visionário. 

Ganhou admiração da comunidade pela determinação que tinha e por suas lutas. Foi trabalhando com colagem de palmilhas para calçados que ela construiu cômodos para alugar no Bairro Santa Rita e garantir uma renda a mais para a família. 

Tinha muito orgulho da família que criou e das conquistas que ajudou os filhos a terem, dois deles com trajetória política consolidada e de grande estima junto à população. 

Gilson de Souza foi vereador em Franca, deputado estadual por cinco mandatos e prefeito da cidade de 2017 a 2020; Nirley de Souza foi vereador por cinco mandatos em Franca também.

 Maria Umbelina de Souza faleceu em 9 de maio de 2020 por complicações de saúde, deixando muita saudade.