Franca planeja vacinar 55 mil pessoas na primeira fase de imunização contra Covid-19

  • Salvador Netto
  • Publicado em 18 de janeiro de 2021 às 19:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Secretário da Saúde confirma ter condições de iniciar campanha no dia seguinte à chegada das doses, o que deve acontecer nesta terça-feira (19)

Caminhões começam a distribuir a vacina CoronaVac aos municípios do Interior do EstadoFoto: Imprensa SP,

A primeira fase de imunização contra a Covid-19 deve ter um público-alvo de 55 mil pessoas em Franca afirma o secretário municipal de Saúde, Lucas Eduardo de Souza.

Caminhões com as doses da vacina chinesa Coronavac devem deixar São Paulo nesta terça-feira (19), mas a data de início da campanha, segundo Souza, ainda depende de uma confirmação do governo estadual. As informações são do Portal G1.

O secretário explica que todas as doses que chegarem serão exclusivas para moradores de Franca, que vai realizar toda a vacinação em sistema drive-thru em 16 postos, com capacidade para atender 6 mil pacientes por dia.

O público prioritário das vacinas é formado por profissionais de saúde e idosos.

“O plano municipal de imunização já foi elaborado, estamos preparados. A Prefeitura de Franca está preparada para iniciar a vacinação no dia seguinte à chegada das vacinas no município. Estamos no momento aguardando as diretrizes, orientações do estado em relação à data e à quantidade a serem fornecidas para o município”, diz.

Rebaixada na semana passada para a fase laranja do Plano São Paulo, Franca enfrenta uma explosão de casos do novo coronavírus com 13.257 infectados, 238 mortes e quatro vagas de UTI disponíveis até a noite de domingo (17).

Para conter o avanço da doença, as autoridades locais confirmaram um monitoramento por telefone para garantir que os pacientes que testarem positivo fiquem em casa.

Na região, a primeira cidade a receber a vacina contra a Covid-19 é Ribeirão Preto, onde 6,5 mil doses eram esperadas pelo Hospital das Clínicas nesta segunda-feira (18) e a campanha deve começar na terça-feira.

Vacinas aprovadas

A CoronaVac foi produzida em parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa SinoVac, e recebeu aprovação unânime da diretoria da Anvisa no domingo (17) para aplicação das doses em caráter emergencial no país.

A vacina da Oxford, que será produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com o laboratório AstraZeneca, também foi aprovada.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou na manhã desta segunda-feira que a vacinação contra a Covid-19 seria iniciada a partir das 17h em todo o país.

No domingo, logo após a aprovação da Anvisa, o governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac em uma enfermeira de 54 anos.

O governo federal, no entanto, ainda não havia iniciado a distribuição do imunizante pelo país.


+ Saúde