Com muitos riscos, ​Covid afeta realização da festa de reveillon em Cássia (MG)

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 29 de dezembro de 2020 às 15:42
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 12:57
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Prefeitura suspendeu evento por conta do risco de aglomeração em período de pandemia

Vale ressaltar que Cássia já havia cancelado as festividades do fim de ano, conforme foi divulgado no decreto oficial, também assinado pelo prefeito Kito

A Prefeitura de Cássia, Minas Gerais, através das redes sociais, cancelou a tradicional queima de fogos na virada de ano). A decisão foi anunciada na manhã desta terça-feira (29) pelo atual prefeito Kito Arantes.

A medida, segundo a administração municipal, tem dois motivos específicos: o aumento nos números de casos da Covid-19 e o luto oficial que a cidade passa por conta da morte de José Rodrigues Pinto, pai do prefeito eleito, Reminho.

Vale ressaltar que Cássia já havia cancelado as festividades do fim de ano, conforme foi divulgado no decreto oficial, também assinado pelo prefeito Kito. Porém, a queima de fogos aconteceria normalmente, mesmo que com fogos de menor estopim e que, inclusive, já foram comprados, mas agora já não serão mais utilizados neste ano.

Cássia tem neste momento um total de 263 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde da cidade mineira. 

Além disso, outros 84 estão como suspeitos. O número de recuperados é de 232 e de óbitos chegou a seis.