​Penitenciária de Franca já registra 139 contaminados por coronavírus

Testes de PCR deram positivo em 9 funcionários, enquanto no teste rápido 14 servidores estão com vírus

Postado em: em Cotidiano

Medidas de higiene e distanciamento preconizados pelos órgãos de saúde foram aplicadas; foram suspensas as atividades coletivas

O SAP – Sistema de Administração Penitenciária do governo de São Paulo – confirmou que tem monitorado a contaminação de presos e servidores na Penitenciária de Franca.

Já são 139 presos que pegaram o vírus da Covid 19, enquanto nos testes de PCR deram positivo em 9 agentes e 14 tiveram o diagnóstico positivado nos testes rápidos.

De acordo com o SAP, 139 presos apresentaram positivo no teste rápido, e por isso, seguem isolados, e 4 confirmados com Covid-19 por exame PCR, sendo que 3 estão isolados e 1 retornou ao convívio por não transmitir mais a doença.

Os servidores em contato com o paciente devem usar mecanismos de proteção padrão, como máscaras e luvas descartáveis.

Se confirmado o diagnóstico, além de continuar seguindo os procedimentos indicados, o preso será mantido em isolamento na enfermaria durante todo o período de tratamento.

Já os funcionários da Penitenciária 9 testaram positivos para Covid-19 por exame PCR, sendo que 3 já retornaram às suas atividades e 6 estão afastados. E 14 servidores com resultado positivo no teste rápido, sendo que 5 já retornaram às suas atividades e 9 estão afastados e 1 óbito.

Todo servidor com suspeita de diagnóstico de Covid-19 está devidamente afastado sob medidas de isolamento em sua residência, conforme orientações do Comitê de Contingência do Coronavírus e a Secretaria acompanha seu quadro clínico, fornecendo todo o suporte necessário para sua recuperação.

AÇÃO

A Administração Penitenciária tem realizado busca ativa para casos similares à Covid-19 em toda a população prisional.

Na nota enviada ao Jornal da Franca destaca que “a Pasta está seguindo ainda as determinações do Centro de Contingência do coronavírus e avaliamos permanentemente o direcionamento de ações para o enfrentamento do problema.

Medidas de higiene e distanciamento preconizados pelos órgãos de saúde foram aplicadas. 

Foram suspensas as atividades coletivas; a limpeza das áreas foi intensificada; a entrada de qualquer pessoa alheia ao corpo funcional foi restringida; foi determinada quarentena para os presos que entram no sistema prisional; realizado o monitoramento dos grupos de risco; ampliação na distribuição de produtos de higiene, álcool em gel e sabonete e distribuição de Equipamentos de Proteção Individual. Há, ainda, termômetro infravermelho.


Artigos Relacionados