Acidentes com moto correspondem a 76% das indenizações do DPVAT

  • mmargoliner
  • Publicado em 25 de novembro de 2015 às 19:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Saiba como e em quais locais indenização do Seguro Obrigatório pode ser solicitada em Franca

A Seguradora Líder-DPVAT pagou 518.302 mil indenizações entre janeiro e setembro deste ano, sendo desse total 33 mil por casos de morte, 409 mil por invalidez permanente e 75 mil por reembolso de despesas hospitalares e médicas. 

Na comparação com o mesmo período de 2014, houve redução nos três tipos de ressarcimento. Nos casos de morte, a retração foi de 17%, enquanto invalidez caiu 5% e o reembolso 15%.

Na análise por região, a Sudeste (onde estamos), que tem a maior frota nacional, ficou em primeiro lugar com o maior número de acidentes com vítimas fatais, com 37%. 

Dessas, 48% correspondem a ocorrências com automóvel. Apenas a motocicleta concentrou 76% das indenizações do benefício, durante o período. Do total das indenizações pagas por acidentes com moto, 82% foram para invalidez permanente e 4% para morte.

O QUE É DPVAT

O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, mais conhecido como Seguro DPVAT, existe desde 1974. É um seguro de caráter social que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sem apuração de culpa, seja motorista, passageiro ou pedestre. 

O DPVAT oferece coberturas para três naturezas de danos: morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS). 

EM FRANCA

Em Franca foram registradas 24 ocorrências de acidentes com vítimas fatais em 2015. Foram registrados 1.324 ocorrências de pessoas feridas no perímetro urbano da cidade. 

Na região de Ribeirão Preto, que inclui Franca e mais 23 cidades, a diminuição de vítimas fatais foi de 46,34%, passando de 41 para 22 casos em setembro, quando comparado com o mesmo período de 2014. 

SEGURADORAS ONDE REQUERER EM FRANCA

Em Franca há oito parceiros DPVAT, seguradoras e corretoras que recebem os requerimentos de pagamento do seguro. Confira:

CONFIRA AQUI A DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA EM CADA CASO

COMO RECEBER

O procedimento para o recebimento do seguro pelas vítimas de trânsito é simples. Não é necessário intermediário para dar entrada no pedido de indenização. 

Há seguradoras em todo o Brasil para receber as vítimas de trânsito. Basta apresentar os documentos na seguradora escolhida no prazo de três anos a contar da data da ocorrência do acidente.

O pagamento da indenização é feito em conta corrente ou poupança da vítima ou de seus beneficiários, em até 30 dias após a apresentação da documentação necessária. 

VALORES

O valor da indenização é de R$ 13.500 no caso de morte e de até R$ 13.500 nos casos de invalidez permanente, variando conforme o grau da invalidez, e de até R$ 2.700 em reembolso de despesas médicas e hospitalares comprovadas. 

O prazo para solicitar a indenização por Morte ou Reembolso de Despesas Medicas e Hospitalares é de 3 anos a contar da data do acidente. 

No caso de indenização por Invalidez Permanente este prazo é de 3 anos a contar da ciência da Invalidez Permanente pela vítima.

Os recursos do Seguro DPVAT são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual. Do total arrecadado, 45% são repassados ao Ministério da Saúde (SUS), para custeio do atendimento médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito em todo país. 5% são repassados ao Ministério das Cidades (DENATRAN), para aplicação exclusiva em programas destinados à prevenção de acidentes de trânsito. Os demais 50% são voltados para o pagamento das indenizações e reservas.