Rifaina entrega documentos e se habilita como Município de Interesse Turístico

  • mmargoliner
  • Publicado em 5 de novembro de 2015 às 17:55
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Principal documento entregue a deputados foi o PDT – Plano Diretor de Turismo da cidade

O Prefeito de Rifaina, Abrão Bisco Filho, entregou, na última quarta-feira (04/11) na Assembleia Legislativa de SP, toda a documentação exigida para a classificação como Município de Interesse Turístico do Estado.

O prefeito Abrão estava acompanhado do vice-prefeito Alcides Diniz dos Santos – Cidinho, e do Secretário de Turismo do Município, Cláudio Masson. 

O principal documento levado aos deputados e à Associação dos Municípios de Interesse Turístico – AMITUR – foi o PDT – Plano Diretor de Turismo de Rifaina, recentemente aprovado em audiências públicas, apresentado pelo Prefeito Abrão Bisco Filho à Câmara de vereadores e aprovado por unanimidade pelo Poder Legislativo de Rifaina. 

Além do PDT, também foram entregues documentos essenciais para a habilitação de Rifaina como MIT – Município de Interesse Turístico do Estado de SP -, como Ata autenticada de reunião que elegeu presidente do Conselho Municipal de Turismo – COMTUR, cópias registradas das seis últimas reuniões do mesmo Conselho, Cópia da lei de o Conselho de Turismo, e Inventário subscrito dos atrativos turísticos de Rifaina, que inclusive consta do PDT, além do Estudo de demanda turística de Rifaina. 

Os documentos foram entregues a Jarbas Favoreto, presidente da Associação dos Municípios de Interesse Turístico e ao deputado Léo Oliveira (Ribeirão Preto), que estava acompanhado de seu assessor João batista Mateus (ex-prefeito de Santo Antônio da Alegria).  

Caso o município de Rifaina seja classificado como de Interesse Turístico, poderá receber uma verba de até R$ 600 mil anuais para investimentos no desenvolvimento do potencial que a cidade tem neste importante segmento econômico, gerador de empregos e receitas para a cidade. 

Habilitada formalmente, a cidade busca pontuação no ranking das cidades que serão classificadas como de interesse turístico. Pesam a favor de Rifaina, as belezas naturais do lago da represa de Jaguara, no Rio Grande, os excelentes índices que a cidade tem em Saúde, Educação, Segurança e Infraestrutura, entre outros, além de esforços desenvolvidos para o treinamento e qualificação dos setores de hospedagem, alimentação, serviços e entretenimento.