Homem coloca cadeado no pênis, perde a chave e tem órgão desfigurado!

  • Dayse Cruz
  • Publicado em 18 de julho de 2021 às 17:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Homem passou duas semanas com o cadeado preso ao corpo. Médicos tiveram que usar um cortador elétrico para serrar o objeto

Homem sofreu por 2 semanas até ser socorrido com infecção no órgão genital

 

Um homem de 38 anos, morador de Bangkok, na Tailândia, teve o pênis desfigurado após prender um cadeado à base do órgão e perder a chave em seguida.

Ele sofreu com dores por duas semanas até ser socorrido às pressas na última quinta-feira (15).

A mãe do paciente, que não teve o nome revelado para preservar a identidade dele, contou ao serviço de emergência que o filho é solteiro, “gosta de passar o pênis por pequenos orifícios” e estava entediado com a rotina de isolamento social provocada pela pandemia da Covid-19.

“Meu filho é uma pessoa privada e não tem namorada. Ele tem ficado muito em casa durante a pandemia porque está preocupado em sair de casa”, contou. ” Eu estava com raiva dele por me envergonhar daquele jeito e disse a ele para não fazer isso de novo”, completou a mulher.

Depois de perder as chaves, o rapaz deixou o pênis preso por mais de 14 dias até que o órgão infeccionou, provocando fortes dores no local.

De acordo com o oficial de resgate Thongchai Donson, o ferimento feito pelo cadeado foi pior do que a equipe esperava ao receber o chamado.

“Se o cadeado tivesse permanecido por mais tempo, a infecção poderia ter sido tão grave que seu pênis teria começado a apodrecer e gangrenar”, disse.

O paciente foi levado ao hospital, onde os médicos tiveram que usar um cortador elétrico para serrar a fechadura de metal.

Os profissionais colocaram uma fina folha de metal entre a fechadura e a pele dele para evitar cortes no pênis.

Após o procedimento, os médicos aplicaram um creme antibiótico no local e deram comprimidos de penicilina a ele, mas alertaram que pode haver danos permanentes à genitália devido ao tempo que o cadeado ficou preso.

*Informações Metrópoles


+ Curiosidades