HISTÓRIAS DA MÚSICA UNIVERSAL

  • mmargoliner
  • Publicado em 12 de junho de 2016 às 21:56
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

PAUL SIMON

Quem é que tem mais de 60 e que não se lembra de “Mr. Robinson”, “The Boxer”. “Bridge Over Troubled Water”, “El Condor Pasa” ou “The Sound Of Silence” ? Sucessos de uma das duplas mais famosas da história da música, Simon & Garfunkel. Começaram como dupla em 1957, usando o nome de Tom & Jerry e chegaram a frequentar as paradas da época com a música “Hey, Schoolgirl” mas chegaram mesmo à notoriedade a partir de 1965, com a já citada “The Sound Of Silence”, usada como tema do filme “A Primeira Noite De Um Homem’.

O relacionamento dos dois artistas sempre foi muito conturbado, ocasionando diversas separações da dupla mas, reunindo-se esporadicamente para shows que sempre reuniram multidões, a exemplo do que foi realizado no Central Park, em Nova York, no ano de 1981, que atraiu mais de 500.000 mil pessoas.

Paul Simon sempre foi bem sucedido em suas tentativas de carreira solo. No cinema, chegou a atuar como ator e roteirista mas resolveu não levar adiante a atuação nesse segmento.

Depois de algumas idas e vindas com o ex-parceiro Art Garfunkel, em estúdio e nos palcos, gravou , em 1986, o álbum “Graceland”, no qual se fez acompanhar de músicos negros sulafricanos, álbum este que lhe rendeu vários prêmios e anos seguintes iluminados por momentos de sucesso e prestígio.

Experimentando sempre, usando vários elementos em suas músicas, incluindo-se aí o reggae, no início dos anos 90 gravou um videoclipe com o grupo brasileiro “Olodum”.

Em 1991 voltou ao Central Park, dessa vez, sozinho e em 2000 pisou o palco do sagrado Olympia, de Paris, na França.

Agora,aos 74 anos, o cantor acaba de lançar seu 13º álbum solo, denominado “Stranger to Stranger”. “É sobre fazer as pessoas realmente ouvirem algo de maneira diferente. Sobre fazer músicas que soem velhas e novas ao mesmo tempo, música com um senso de mistério”, explicou ao jornal O Globo.

Louco por experimentações, Simon trabalhou em conjunto com o expert italiano em música eletrônica, Clap ! Clap! (assim, mesmo !), e com um grupo de músicos flamencos, afirmando que sua inspiração para este álbum foi o compositor e teórico musical Harry Patch (1901-1974), que criou diversos instrumentos não-convencionais.

O cantor completa :-“O som é o tema do disco, assim como é o assunto de cada uma das músicas. A música certa no tempo certo pode durar por gerações. Já um som bonito é para sempre”.

A obra será lançada , inclusive, em vinyl.

NOEL ANDRADE, BLUES ETÍLICOS E TIÃO CARREIRO.


NOEL ANDRADE. Uma cara que eu conheci atrás do balcão quando frequentava a loja de instrumentos musicais “Mr. Tom”, dos meus amigos Maury Gatti e André Canto”Banzé” ,seguiu um rumo que não poderia ser outro. Sempre que chegava à loja , o menino, natural da nossa querida Patrocínio Paulista, ‘tava de viola em punho, estudando… estudando…

Bem, dá pra concluir o que acabou acontecendo, né ?

NOEL ANDRADE largou tudo, passou a mão na viola e caiu no mundo. Meteu o pé na estrada e hoje tá firme na área ! Cara muito dedicado e persistente, já está sendo notado entre os grandes talentos da viola caipira, fazendo bonito no meio dos grandes. E experimentando, inovando!

Depois de todos esses anos de tentativas e experiências, acontece algo novo:o violeiro uniu-se à banda “Blues Etílicos” para um show muito especial  em homenagem ao saudoso e eterno astro da música sertaneja de raiz, o cantor e mestre da viola Tião Carreiro. No show, o blues, o rock e a música latinoamericana, aliados à nossa música rural, se prestam  a luxuosas  releituras e interpretações  inéditas que apontam  um novo momento musical. Gaita, slide,viola,vocais e contrapontos foram preparados para enriquecer os ponteios alucinantes  de cada introdução que conduz esse espetáculo musical,  com os maiores clássicos desse cancioneiro que destaca  a tradição e o contemporâneo na tela da memória Cultural Brasileira.

Segundo sua equipe de produção, na verdade, “As 10 Cordas de Tião Carreiro” é uma curadoria do repertório desse que modificou a trajetória da viola caipira ,os  vários  rítmos , os tantos formatos que esculpiram o perfil artístico de  ‘’Tião”.

“A meta é trabalhar essas canções e contribuir a cada dia  que passa  para que soe  mais alto o grito universal de sua obra”.

E é esse show que acontece em Franca, na próxima sexta, dia 17 ,no Espaço Country, às 21:30 horas.

BENY CHAGAS MUSIC SHOW

Grandes originais e primorosas releituras. Nesta semana tocamos Tommy Dorsey, Lou Rawls, John Pizzarelli, James Tormé, Billie Holiday, Toots Thielemans…Coisas que, NORMALMENTE, você não ouve por aí.

Sábado às 9h e domingo às 10h da manhã na Mais Brasil FM-Franca–SP-101,3 Mhz.

Sábado e domingo às 11h da manhã em www.radionovaip.com.br-Ribeirão Preto-SP.

Sábado e domingo às 12 e 20h em www.ponto1000.com- Ribeirão Preto-SP.

Aguarde os horários da Rádio Top Flash.

BENY CHAGAS Mr. FLASHBACK

O maior mix de super hits de 1950 a 1989 em todo o mundo !

Nesta semana : Raul Seixas, Bee Gees, Johnnny Nash, Christie, John Lennon, Jimmy Fontana e muitos outros !

Mais Brasil FM-Franca–SP-101,3 Mhz : sábado às 10 e domingo às 11h da manhã

Novaip.com.br – Rib. Preto-SP : sábado e domingo às 12 h

Ponto1000.com –Rib.Preto-SP : diversos horários.

Aguarde os horários da Rádio Top Flash e novos endereços.

Não abrimos mão de você!

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.