Corpo em dia para o verão: imediatismo em resultados pode fazer mal

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 19 de dezembro de 2018 às 19:38
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 19:15
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

“Corrida contra o tempo” pelo corpo almejado pode trazer riscos à saúde, tanto física quanto mental

Com a proximidade do
verão, muitas pessoas dão início a treinos e dietas para perderem peso e se
sentirem mais seguras com a exposição dos corpos nas praias.

Entretanto, essa
“corrida contra o tempo” pelo corpo almejado pode trazer riscos à saúde –tanto
física quanto mental. É importante tomar cuidado na hora de escolher as
atividades que irá realizar e o modo como irá se dedicar a esse “projeto de
emagrecimento”. Treinos de verão rigorosos ou com muita intensidade não trarão
resultados mais rápidos e podem, ainda, causar lesões.

Mudanças reais

Para obter resultados eficientes e duradouros, é
preciso entender que o organismo precisa de tempo. “O grande desafio para
alcançar o objetivo desejado é mudar completamente a rotina. Algo que o
cérebro, particularmente, demora para processar. Pesquisas mostram que o tempo
mínimo para se adaptar a um novo hábito é de três meses. Para firmar com
segurança os resultados seriam necessários entre oito meses e um ano”, como
explica o fisiologista do esporte do Hospital do Coração (HCor) Diego Leite.

Além dos riscos de
se submeter a dietas agressivas ou exercícios inadequados, a falta de
resultados esperados devido ao pouco tempo podem desanimar e levar ao abandono
das atividades. Para conseguir enfrentar uma bateria de treinos em um curto
período de maneira mais segura e com determinação, o especialista aponta
algumas dicas:

Cuidados com os treinos de verão

Prioridades: faça uma lista
com o que é realmente importante nesse projeto verão, assim é possível
identificar as barreiras que poderão surgir no dia a dia e impedir de alcançar
os objetivos.

Elabore metas: saber aonde
quer chegar aumenta as chances de sucesso, a motivação e a confiança pessoal,
dando força para continuar no projeto com afinco.

Cuide da dieta: a ingestão
adequada de calorias e nutrientes é
fundamental para reparar e dar combustível aos músculos. Exercitar-se sem comer
ou não se alimentar direito são os principais fatores que atrapalham na hora de
ver os resultados.

Tenha paciência: vá com calma
nas séries, pesos e ritmos, e dê tempo para o copo se ajustar. De acordo com o
fisiologista do HCor, criar músculos e perder peso são processos que levam
tempo.

Crie recompensas: tente
mensurar cada pequena conquista e ofereça a si mesmo pequenos presentes
saudáveis, que faça bem física, mental e financeiramente.