Formula Chopp

Última Ceia em altíssima resolução mostra detalhes de Jesus. Saiba como ver

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 17 de julho de 2020 às 19:58
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:59
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A obra – de 4,6 metros por 8,8 metros pintada entre 1494 e 1498 – foi digitalizada em altíssima resolução

​Agora é possível ver detalhes da Última Ceia, de Leonardo da Vinci, e dar zoom para enxergar de perto o que você quiser, com riqueza de detalhes.

E o melhor: a versão digitalizada com mais de 1 bilhão de pixels está na internet para quem quiser apreciar, sem sair de casa durante a pandemia.

A obra – de 4,6 metros por 8,8 metros pintada entre 1494 e 1498 – foi digitalizada em altíssima resolução pelo projeto Google Arts and Culture em parceria com a Royal Academy of Arts de Londres;

Jesus

Na versão digitalizada dá pra ver, por exemplo, os pés de Jesus embaixo da mesa – um detalhe perdido no mural original quando foi cortada uma porta na parede onde foi pintada a obra, em 1652.

Também da para perceber claramente os detalhes do dedo erguido de Thomas, prenunciando sua incredulidade sobre a Ressurreição.

Outro detalhe para reparar: o sal derramado por Judas em um aceno de cabeça à sua traição que estaria por vir.

Outros

Entre os trabalhos digitalizados em super-alta resolução pela equipe Art Camera do Google estão Giampietrino e cópia a óleo sobre tela de ‘The Last Supper’, de Giovanni Antonio Boltfraffio.

“A Royal Academy é famosa por ser experimental, acolhedora e uma instituição totalmente moderna para os amantes da arte em todos os lugares”, disse Luisella Mazza, chefe do Google Arts & Culture.

“Embora não possamos visitar pessoalmente, ainda podemos experimentá-lo de qualquer lugar do mundo”, acrescentou.

“Ao divulgar suas histórias on-line, o Google Arts & Culture permitirá que os usuários entrem nos bastidores e explorem a gama de atividades que acontecem nesta instituição inovadora e extraordinária”.

A exposição on-line apresenta mais de 230 fotografias e vídeos selecionados, incluindo 24 obras de arte que foram digitalizadas em super-alta definição com o chamado sistema ‘Art Camera’ do Google, que pode captar até os mínimos detalhes.

Entre as obras destacadas estão a pintura a óleo romântica de John Constable, de 1825, ‘The Leaping Horse’, a fundadora da Royal Academy, Mary Moser, ‘Spring’ e um dos auto-retratos do ex-presidente da academia, Joshua Reynolds.

Como ver

Para visitar a exibição digital, clique aqui no Meet The Royal Academy.

Com informações do DailyMail