Formula Chopp

Tem um pet e vai voltar ao trabalho presencial? Saiba como prepará-lo para isso

  • Nina Ribeiro
  • Publicado em 25 de março de 2021 às 21:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A volta ao trabalho presencial pode ser um choque na rotina do seu pet. Isso acontece porque ele se acostumou com a sua presença em casa

Transição da volta ao trabalho presencial deve ser feita de forma tranquila para evitar ansiedade

 

A volta ao trabalho presencial pode ser um choque na rotina do seu pet. Isso acontece porque ele se acostumou com a sua presença em casa, então essa mudança pode ser bem drástica.

Saiba como fazer essa transição de maneira mais tranquila e impedir que ele sinta ansiedade de separação!

Pesquisas indicam que 88% dos donos de cães disseram que seus amigos peludos os ajudaram emocionalmente ou mentalmente durante a pandemia do Covid-19.

Três quartos dos donos de cães concordaram que passaram mais tempo com seus amigos de quatro patas durante a pandemia e compartilharam que seus filhotes os mantinham ativos, lhes forneciam uma rotina e diminuíam a ansiedade.

No entanto, embora estejamos passando mais tempo de qualidade com nossos amigos peludos durante o confinamento, isso pode causar ansiedade de separação para eles no futuro, quando as pessoas retornarem ao trabalho.

De acordo com Corina Fitzsimons, da Dogs Trust, da Irlanda, um grande medo é que os cães sejam “empurrados para o lado” quando a normalidade for retomada.

“O que tememos é que os cães sejam deixados de lado quando as pessoas voltarem às suas vidas normais. Estamos muito preocupados com o volume de cães indesejados até o final deste ano”, disse ela ao site Sunday World.

“É realmente muito preocupante porque os cães podem ter ansiedade de separação e se seu humano desaparecer de repente, eles pensam que seu mundo está acabando. Eles não sabem que você foi às lojas por cinco minutos”, acrescentou Corina.

Segundo ela, a melhor forma de preparar os filhotes para serem deixados em casa quando as pessoas retornarem ao trabalho é facilitando-os deixando-os por períodos mais curtos de cada vez.

“O que dizemos às pessoas é que, ao longo dos próximos meses, saia por cinco minutos e depois dez minutos para que seu cachorro saiba que você está voltando”, explicou.

“Muitos filhotes não foram deixados sozinhos durante a pandemia e podem desenvolver ansiedade de separação por causa disso”.

“Você pode começar realmente gradualmente, estando em uma sala diferente enquanto eles estão lá embaixo com algo para mastigar”, disse ela.

“Se possível, você deve exercitar seu cão antes de ir para o trabalho. Geralmente, quando eles se exercitam, eles ficam relaxados e se livram de toda aquela energia reprimida para que não estejam esperando que você volte”, aconselhou Corina.

*Informações Pet é Pop


+ Pets