Prefeitura de Franca prepara dois novos serviços de amparo na área social

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 23 de fevereiro de 2021 às 08:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A Prefeitura de Franca está empenhada em melhorar a estrutura dos serviços na área de assistência social da cidade

Prefeitura pretende colocar em funcionamento dois serviços voltados à população em situação de ruaPrefeitura pretende colocar em funcionamento dois serviços voltados à população em situação de rua

 

A Prefeitura de Franca está empenhada em melhorar a estrutura dos serviços na área de assistência social, atuando em várias frentes para, em breve, dar uma resposta concreta à sociedade, em especial aos moradores em situação de rua.

Desde o começo da nova administração, a partir das demandas expostas pelo Conselho Municipal de Assistência e outras de pronto identificadas, ouvindo também segmentos como dirigentes da Casa de Passagem e Abrigo Provisório, foi realizado um levantamento real a partir das informações disponíveis no Cadastro Único.

O resultado apontou para um número de 470 pessoas em situação de rua na cidade, com diversas informações a respeito de cada um, constando sua origem e dados familiares.

A ideia é reestruturar os serviços de assistência e, além do acolhimento, oferecer opções para que essas pessoas possam ser reintegradas, tanto no ambiente social como junto dos familiares, na medida em que isso for sendo possível.

A Secretaria de Ação Social segue pesquisando uma série de locais que possam atender às necessidades de reestruturação dos serviços do Centro Pop, que seja amplo e bem localizado.

Órgãos como Defensoria e Ministério Público também estão sendo ouvidos, o mesmo em relação ao Conselho de Assistência.

Neste sentido, a Prefeitura de Franca está se movimentando e no último dia 17, deu outro passo importante, publicando editais de chamamento para a contratação de dois serviços, que pontua como fundamentais neste processo, o de Abordagem Social (Busca Ativa), com pessoal treinado e qualificado para realizar abordagens e conduzir as pessoas que estão na rua, funcionando 24h e o outro de Serviço de Pernoite, em que as pessoas, uma vez recolhidas sob as marquises, pontilhões e demais ambientes onde muitas costumam pernoitar ao relento, seriam amparadas adequadamente.

A expectativa é que não havendo maiores intercorrências, esses dois processos tenham suas etapas administrativas concluídas até fins de março e os serviços possam ser colocados em prática no mês seguinte.