Liga Hípica dá prazo até 5ª para decidir campeão da temporada 2015

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 24 de outubro de 2015 às 00:05
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 17:29
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Clube Hípico Areia pode ser declarado campeão por ter vencido primeira decisão no dia 11/10

Reunião realizada nesta sexta-feira na sede da LCHR – Liga das Corridas Hípicas Regionais, representada pelo diretor Edgar Mendonça Junqueira, e com a participação de cinco dos oito clubes hípicos que disputaram a temporada 2015, decidiu dar um prazo fatal para a decisão do impasse envolvendo o cavalo Apolinho, do CH Ribeirão Corrente, acometido da doença do Mormo. 

Ficou convencionado que, caso não haja apresentação de resultado de exame deliberativo da tropa de Ribeirão Corrente, até as 17h da quinta-feira, dia 29/10, o Clube Hípico Areia que venceu a primeira corrida decisiva, será declarado Campeão. 

DOCUMENTO – O documento assinado pelos representantes dos cinco times que participaram da reunião na Liga, diz o seguinte:

“Por conta do resultado do exame do cavalo do CH Ribeirão Corrente que foi feita contraprova e até a data de hoje estamos sem previsão de resultado, fica acordado que se não chegar o resultado do referido exame até as 17h do dia 29 de outubro, quinta-feira, o Campeonato se encerrará por força maior, declarando o CH Areia campeão e o CH Ribeirão Corrente, vice-campeão”.

REPRESENTANTES – O acordo foi assinado pelos representantes: 

CH Areia – Marcelo Izaac.

CH Ribeirão Corrente – Luiz Alberto Patrocínio.

CH Claraval – Rodrigo Antônio da Silva.

CH 6 de Abril – Ibiraci – Antônio Marcos Carrion.

CH Cristais Paulista – Luiz Antonio Torraldo. 

Pela Liga assinou Edgar Mendonça Junqueira, com as testemunhas, Edson Souza Silva e Thales Oliveira Silva. Não compareceram representantes dos Clubes Hípicos: Franca, Santa Rita de Cássia e Nove de Julho. 

O CASO – Um exame de “Mormo” feito na tropa que fica abrigada na Estância Antônio Montanher, sede do CH Ribeirão Corrente, deu positivo no animal chamado “Apolinho”. Foi feito um novo exame de contraprova, cujo resultado não se tem previsão de ficar pronto, mas especialistas afirmam que dificilmente isso ocorrerá até quinta-feira, 29, prazo final dado pela LCHR.