HISTÓRIAS DA MÚSICA UNIVERSAL

  • mmargoliner
  • Publicado em 14 de fevereiro de 2016 às 03:21
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

XILOFONE, MARIMBA E VIBRAFONE


O XILOFONE é um instrumento musical de percussão formado por placas retangulares de madeira, resina ou metal, de diferentes tamanhos, que reproduzem notas que soam ao ser percutidas com pequenos martelos. Teve origem na Ásia e foi levado para a Europa no século XVI, sendo introduzido na música erudita por Camille Saint_Saëns, em sua Dança Macabra, em 1874.

A MARIMBA é um tipo (talvez um sucessor) do xilofone, já em existência há centenas de anos. Sua tessitura é maior, sendo as notas produzidas a partir de teclas mais largas que as do xilofone, contando com tubos de ressonância, geralmente de alumínio. que amplificam seu som. Esse som, doce e melodioso, é obtido através do uso de baquetas  revestidas de lã ou feltro. Normalmente usa-se de duas a quatro ou seis dessas baquetas.  Muitos instrumentistas usam também as mãos, para conseguir efeitos especiais.

O VIBRAFONE é um instrumento musical inventado no século XX, largamente usado no jazz, aparecendo também na música popular e erudita. Bem semelhante à marimba, sua origem não é muito precisa, embora muitos atribuam suas raízes à música asiática, assim como o xilofone.Para executá-lo, o vibrafonista pode utilizar de duas a seis baquetas revestidas de lã ou feltro para produzir melodias e acordes. Tubos metálicos de ressonância “afinados” de acordo com cada nota são conectados a um motor que possibilita o controle das vibrações e de seu trêmolo característico.


TEM GENTE BOA DE FRANCA BRILHANDO PELO BRASIL AFORA !


FLORA KURI MILITO tem excelentes antecedentes pra trilhar seu caminho de sucesso : seu pai, Alexandre Milito, além de ser um verdadeiro craque da fotografia, é  um dos maiores conhecedores de música erudita que já vi. Teve , inclusive, um programa dedicado ao gênero por bastante tempo na extinta Rádio Unifran FM (bem que podia aparecer em outra FM, né ?). Sua mãe, Márcia Kuri, além de ter grande experiência no ensino da língua inglesa, conhece tanto de música e do mundo musical que foi diretora do EMIM, escola de música da Prefeitura Municipal de Franca. Aliás, foi lá mesmo (EMIM) que Flora iniciou seus estudos musicais, aos 10 anos de idade. Aos 18, ingressou no Conservatório de Tatuí, onde cursou bateria e percussão, percussão sinfônica e tocou com o Grupo de Percussão Sinfônica, na Banda Sinfônica Jovem e na Orquestra de Sopros.

Em 2009 participou  da gravação de um CD do Grupo Formigueiro, lançado no SESC de Ribeirão Preto, tocando pandeiro.

No álbum dividiu espaço com o clarinetista, saxofonista e arranjador Nailor Proveta, que já tocou na conhecida Banda do Brejo e na Orquestra de Sylvio Mazzuca, atuou com os mais renomados astros nacionais e internacionais, citando por cima Milton Nascimento e Ray Conniff e hoje é uma referência na música brasileira.

Em 2010, Flora foi pro Rio de Janeiro, onde, em 2013, bacharelou-se em percussão pela URFJ  destacando-se na execução do tímpano e do vibrafone.

Não esgotei o assunto FLORA MILITO, de propósito. Quero contar muito mais a respeito dessa figura talentosa e super aplicada que tive o prazer de ver dar seus primeiros passos na vida musical e que, pelo que podemos ver, já é dona de uma carreira vitoriosa.

Dia 29 próximo, Flora se apresenta juntamente com a violonista Luísa Lacerda no Beco das Garrafas, no Rio.

Por enquanto, deixo aqui dois links pra você apreciar o talento de FLORA MILITO.

BENY CHAGAS MUSIC SHOW

Grandes originais e primorosas releituras. Tocamos Dominguinhos, Nikki Yanofsky,  Henri Salvador, Jamie Cullum, Ella Fitzgerald, Laércio de Franca… Coisas que, NORMALMENTE, você não ouve por aí.

Sábado às 9h e domingo às 10h da manhã na Mais Brasil FM-Franca–SP-101,3 Mhz.

Sábado às 11h e domingo 12h em www.francanoticias.com.br.

Sábado e domingo às 11h da manhã em www.radionovaip.com.br-Ribeirão Preto-SP.

Sábado e domingo às 20h em www.ponto1000.com- Ribeirão Preto-SP.

Aguarde mais endereços.

Não abrimos mão de você!

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.