Drops da Política Nacional

  • mmargoliner
  • Publicado em 4 de março de 2016 às 08:21
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A vida é uma caixinha de surpresa ou vale também o senso comum: A vida é uma roda gigante. E essas máximas valem (e MUITO) para a vida política. Um dia você tá discursando na tribuna da câmara dos deputados sobre ética, moral e acusando os outros de corrupção e na semana seguinte você tá preso, sendo réu de qualquer conselho de ética, ou com o nome envolvido em alguma delação premiada.

Na semana passada, eu disse ​aqui na minha coluna como é difícil passar uma semana sem comentar coisas sobre política. Tem #Bomba pra tudo quanto é lado.

Está na hora de atearmos a bandeira da esperança, pois, o país, de fato, quer ver as coisas em pratos limpos ou tudo não passa de manobra política?

As investigações serão levadas a fundo ou ficarão apenas na ponta do Iceberg? A justiça será mesmo cega? São questionamentos que qualquer cidadão de bem e que deseja ver justiça social e crescimento do país deveria ou está fazer fazendo.

Revista IstoÉ – Delcídio

A revista IstoÉ publicou com exclusividade a delação premiada de Delcídio. Nela o senador envolve Dilma e Lula. Delcídio acusa Dilma de ter interferido nas investigações da Lava Jato e Lula de ser o mandante dos pagamentos à família de Cerveró ‪#‎BOMBA‬

Advogados de Delcídio disseram desconhecer tal conteúdo da reportagem. Não desmentiram. Sutilizas jurídicas? Pelo que eu li, até que a delação seja homologada no STF, ele não poderia falar a respeito. As delações realmente tem uma cláusula de sigilo. Com o vazamento de hoje, parece que os advogados estão com medo até de que o Teori Zavascki não homologue.

Script político é sempre o mesmo

Delcídio, que até pouco tempo, era homem forte do PT no senado, agora é louco e mentiroso.

E como disse o Eden Wiedemann: Pro PT, quando cassado, Collor era um escroque. Hoje é amigo, um senador honrado. Sarney era o diabo, hoje é um grande e importante nome da política. Até Maluf ganhou ares de homem sério ao apoiar Haddad.

Cunha tá tranquilo, tá favorável.

Fico ansioso até com a chegada da conta de luz – pensando: será que aumentou?

Agora, Cunha, o cabra macho, diz que está tranquilo (tá favorável), que não deve nada, que está com a consciência tranquila ‪#‎TáSerto‬

Aliás, esse povo do esquemão da Lava Jato (e afins) sujaram com o único discurso que nós, pobres, mas limpinhos, tínhamos: Sou pobre, mas durmo com a consciência tranquila”. Não dá mais pra usar a frase. Ficou maculada. Virou piada.

E estão mudando certa máxima para: “devo, nego até quando puder”.