Batatais cancela Carnaval por falta de acordo entre escolas e Prefeitura

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 30 de outubro de 2015 às 11:10
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 17:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Prefeitura negou repasse por causa da crise e escolas não aceitaram proposta de carta de crédito

A Prefeitura de Batatais informou que o desfile de carnaval da cidade está cancelado para 2016, depois de suspender o repasse de verbas e não fechar acordo com as escolas de samba.

Realizado há quase 50 anos e considerado um dos mais tradicionais do interior de São Paulo, é a primeira vez – em 11 anos – que o desfile é suspenso na vizinha cidade. 

Cada escola vinha recebendo R$ 75 mil por ano para se apresentar no sambódromo, mas há um mês os grupos solicitaram um aporte maior para 2016, que ficaria em torno de R$ 100 mil.

O Governo de Batatais ofereceu às escolas uma carta de crédito para a compra de materiais para a preparação dos desfiles em uma distribuidora de São Paulo, bem como a infraestrutura para o carnaval e o direito de as agremiações lucrarem com a comercialização de camarotes e ingressos na festa do ano que vem, mas a ideia foi rejeitada pela Uesb.

As escolas de samba rejeitaram uma proposta da administração em que teriam o direito de arrecadar recursos com a venda de camarotes e ingressos no Sambódromo “Carlos Henrique Cândido Alves” em vez de obter o repasse anual de R$ 75 mil, suspenso devido à queda de receita do município.

A União das Escolas de Samba Batataense (Uesb) confirmou a decisão e justificou que, apesar de gerarem recursos próprios o ano inteiro, as agremiações dependem da verba municipal para desfilar.