Após mais de 20 dias, greve dos Bancários chega ao fim em Franca.

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 27 de outubro de 2015 às 07:36
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 17:29
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Bancários aceitaram proposta de reajuste nos salários de 10% e aumento no vale-alimentação.

Após 21
dias parados, os bancários de Franca e região resolveram voltar aos
trabalhos. A decisão foi tomada em assembleia realizada ontem, dia 26, e decidiram
aprovar as propostas da Fenaban, Caixa Federal e Banco do Brasil.

Com a
aprovação das propostas, a greve em Franca e mais 16 cidades que compõem a
base territorial do Sindicato chega ao fim. “Nas negociações que ocorreram
no final de semana, os bancos informaram que caso as propostas fossem aceitas
nas assembleias, a CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) e os acordos
específicos do BB e da CEF poderiam ser assinados no dia 3 de novembro”,
afirmou o presidente do Sindicato Edson Santos, que participou da mesa de
negociação com os banqueiros.

A proposta
aprovada pelos bancários prevê um reajuste nos salários e demais verbas de 10%,
além de reajuste nos tickets de 14%. Serão mantidas as regras da PLR
(Participação nos Lucros e Resultados), com o pagamento da primeira parcela dez
dias após a assinatura do acordo e a segunda até o dia 01/03/2016.

Os dias
parados não serão descontados. Será feita a compensação a partir da assinatura
do acordo até o dia 15 de dezembro, a razão de uma hora por dia, de segunda à
sexta-feira. Até que o acordo seja assinado com os bancos, as horas-extras
realizadas deverão ser remuneradas e não servirão para compensar os dias de
paralisação.