ANTES DE MAIS NADA…

  • mmargoliner
  • Publicado em 16 de novembro de 2015 às 07:24
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Agradecimento a todas as pessoas que se manifestaram via Facebook, e-mails, telefonemas e pessoalmente a respeito deste nosso novo trabalho, aqui no Jornal da Franca. Fico muito honrado e feliz. Obrigado DE VERDADE!

HISTÓRIAS

Pra quem não sabe, ouvi, li e conto que na noite chuvosa de 21 de novembro de 1962, no Teatro Carnegie Hall, em Nova York, aconteceu um show musical que consagrou definitivamente o movimento denominado BOSSA-NOVA que iria aos poucos, se espalhar e se consagrar em todo o mundo.

Um produtor fonográfico daquela época, de grande visão, chamado Sammy Frey, contando com o apoio da então consulesa do Brasil nos EUA, Dora Vasconcelos, bancou o hoje histórico show que, inicialmente, era previsto para reunir um reduzido grupo de músicos, autores e intérpretes que já tocavam a Bossa-Nova. Entre eles, os americanos Stan Getz, Gary McFarland e Lalo Schifrin e os brasileiros João Gilberto, Milton Banana, Luis Bonfá,  Agostinho dos Santos , Edson Machado, Carmen Costa, Bola Sete e Jorge Paulo. Mas, no final, subiram ao palco nada mais, nada menos que 35 artistas, entre os quais, muitos que nem sabiam direito o que era BN, que foram vistos e aplaudidos por 3 mil espectadores. Convém comentar que ficaram de fora (por excesso de lotação do teatro) cerca de mil pessoas! Foi o pontapé decisivo pra viagem mundial da bossa-nova !

ELA ESTÁ SÓ COMEÇANDO

Não vai longe o tempo em que ela era apenas uma “canjeira” nas apresentações das bandas “Encruzilhada” e “Fita Crepe” nas noites de Franca. Tocava trompete e percussão e já era notada por seu talento e perseverança. E curtia de montão quando eu, invadia o território dos meninos pra “dar uma canjinha” com “Susie Q” ou “Have you ever seen the rain”, onde eles se apresentavam. Participou com o “Fita” de um dos meus programas na Nova TV, que eu guardo com muito carinho no meu arquivo. Hoje, ela já voa até pro exterior, mostrando seu talento como cantora, compositora percussionista e violonista. Falo de LARISSA BAQ, que acaba de me enviar uma pequena amostra da sua super extensa agenda de shows: Brasília (DF), Aracaju (SE), Paulo Afonso(BA), Natal(RN), João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), isto só neste mês de novembro…Vou continuar divulgando sua agenda.

Então, anota aí o nome da estrela: LARISSA BAQ. Depois me conta !!!

Na foto, comigo e  minha mulher Stela, além de seus músicos, antes de um show em Ribeirão Preto


GAL 70!

Maria da Graça Costa Penna Burgos nasceu na Bahia no dia 26 de setembro de 1945. Então, acaba de completar setenta. E continua na ativa. Aliás, está voltando, após uma pausa “à baiana”, calma, serena…

Seu primeiro disco solo, cheio de influências de Janis Joplin, Jorge Ben (jor), James Brown, Roberto e Erasmo Carlos, foi gravado em 1968 mas, devido à confusão reinante na época por conta da ditadura, acabou sendo “segurado” pela gravadora e lançado só no ano seguinte, 1969. Aí surgia GAL COSTA, que o mundo inteiro conhece como uma das melhores cantoras brasileiras de todos os tempos.

Voltando, ela vem de “Estratosférica”,  um disco que já tenho ouvido em diversas rádios da Europa e que contém composições de Marcelo Camelo (de Los Hermanos), Marisa Monte, Arnaldo Antunes e outros ainda pouco conhecidos. Apesar da voz um pouco mais grave e contida, devido à idade, Gal continua GAL.

NOSSOS ENCONTROS MUSICAIS

“Beny Chagas Music Show” nos seguintes endereços e horários:

Rádio Mais Brasil FM-Franca Sp -101,3 Mhz, sábado às 9 e domingo às 10h da manhã

www.francanotícias.com.br sábado às 11h da manhã  e domingo ao meio-dia

www.radionovaip.com.br  (Rib. Preto) sábado e domingo às 11h da manhã.

Não abro mão de sua companhia.

Grande abraço.

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.