Os ODS e o voluntariado

  • Construindo Cidadania
  • Publicado em 28 de novembro de 2020 às 01:06
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 09:48
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin


Roberto Ravagnani é palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor especialista em voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, da IPA Brasil e da AFINCO, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea, criador e gestor de eventos filantrópicos, porta voz pela ONU, Membro Hub One, Líder Internacional de Yoga do Riso, Conselheiro de Relações Sociais e Familiares do Instituto i. s. de desenvolvimento e sustentabilidade Humana, Diretor da rádio Tom Social e Associado da VRS Consult da Guatemala. www.robertoravagnani.com.br

Sempre pensando em como os voluntários podem fazer parte desta caminhada até 2030, ajudando assim o cumprimento dos 17 ODS, vamos à um resumo das possibilidades de ações:

Uma atividade que ajuda a todos os 17 objetivos, ações para sensibilizar sobre a agenda 2030 através de campanhas locais e propostas criativas, incluindo áreas remotas e com populações marginalizadas, a fim de educar sobre todos os Objetivos;

Há voluntários com formação e habilidade para fornecer conhecimentos técnicos especializados para complementar serviços essenciais nas áreas dos Objetivos do milênio (ODM)” (uma das pedras fundamentais para a agenda 2030, que são as metas de 1 a 5 e onde ainda falta ou são poucos, bem como em outras áreas como os objetivos 6, 7, 13, 14 e 15;

Ajudar na formação de comportamentos, apoiando a agenda a ser verdadeiramente transformadora, reforçando o conhecimento e a vontade de contribuir localmente para os ODS nos Objetivos 5, 6, 12, 13 e 16;

Mobilizar pessoas para desenvolver o senso de oportunidades e de propriedade em relação aos desafios que enfrentamos, alavancando a ação coletiva em todos os Objetivos desde o planejamento, criação, execução até o acompanhamento, configurado como o ODS 17;

Assim temos oportunidades para todos na agenda 2030, e era o grande objetivo, proporcionar a todos possibilidades de fazer algo pelo seu planeta, mesmo que de forma individual e local, para fazer parte deste grande todo que possibilitará nossa existência sob o planeta nas próximas décadas. É possível, o voluntariado tem um papel importante nesse processo e vamos entregar o nosso melhor, pois é assim que o voluntariado sabe fazer as coisas, da melhor forma.

Nós voluntários ainda não temos o devido reconhecimento e muito menos o apoio que desejamos, mas tenho certeza de que estamos juntos para criar um mundo melhor para todos.