HISTÓRIAS DA MÚSICA BRASILEIRA

  • Beny Chagas
  • Publicado em 20 de dezembro de 2015 às 22:26
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 17:51
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

PELO TELEFONE – O PRIMEIRO  SAMBA GRAVADO


Regravada por Martinho da Vila no LP “Origens” em 1973, é  tida como a primeira criação musical classificada como samba a alcançar sucesso. Isso lá atrás, entre 1916 e 1917. Leva a assinatura de Donga e Mauro de Almeida . A partir de sua popularização, o carnaval ganhou  música própria e o samba começou a se fixar como gênero musical. Desde o lançamento, quando apareceram vários pretendentes à sua autoria, e mesmo depois, quando já havia sido reconhecida sua importância histórica, “Pelo Telefone” seria objeto de controvérsias, tornando-se uma de nossas composições mais  polêmicas em todos os tempos. Quase tudo que a esse samba se refere é motivo de discussão: a autoria, a afirmação de que foi o primeiro samba gravado, a razão da letra e até sua classificação como samba. Música de estrutura ingênua e até desordenada, seguia um expediente muito usado na época : a introdução instrumental é repetida entre algumas partes , com melodias e refrões diferentes, dando-nos a impressão de haver sido criada aos pedaços,  juntando-se melodias escolhidas ao acaso. Aliás, muitos trechos , segundo pesquisas, teriam sido recolhidos de cantos folclóricos. Muitos classificam “Pelo Telefone” como um samba de terreiro com ritmo amaxixado contando com quatro linhas melódicas distintas, cada uma delas possuindo três letras tratando de assuntos diferentes, perfazendo um total de doze partes. Um disparate !  A primeira gravação teria ocorrido em de dezembro de 1916, lançada, simultaneamente, pelo cantor Baiano e pela Banda da Casa Edison.

Casa Edison foi uma das primeiras gravadoras brasileiras, fundada em 1900 no Rio de Janeiro. Inicialmente apenas importava e revendia cilindros fonográficos, que eram utilizados nos fonógrafos e discos, utilizados nos gramofones. mas, em 1902, lança o que é considerada a primeira música brasileira gravada no País, “Isto é Bom”(um lundu), do compositor Xisto Bahia, na voz do cantor citado acima, Baiano.

Voltando a “Pelo Telefone”, ficou muito conhecida na noite francana, numa época em que aconteciam as festejadíssimas “rodas de samba”. Dois talentosos intérpretes locais (que infelizmente já partiram) , Ivoney Barbosa (amador-amante da cantoria e do samba) e Tarciso de Oliveira (o “Bolão”, um dos mais completos cantores da “terrinha”),  mais a banda Superpanorâmico, botaram na boca do povo : “O chefe da polícia pelo telefone manda me avisar/ Que na “Carioca” tem uma roleta para se jogar…”      

                                         (Fontes: “A Canção no Tempo”- Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello e memórias pessoais)                                                                

ROBERTO GRAVA DISCO NOVO

Na verdade, novas gravações de sucessos consagrados, com arranjos e “levadas” diferentes das originais. O disco foi gravado no estúdio Abbey Road, onde nasceu toda a obra dos Beatles e onde muita gente gostaria de gravar. No próximo “post” a gente detalha. Aliás, falar do Rei é chover no molhado, mas de quem é fã pra quem é fã, nada é demais.

TEM  GENTE BOA NA NOITE DE FRANCA !

Tem, sim… Nem sempre estão presentes aqui nas nossas noites , uma vez que já são reconhecidos e requisitados também em toda a região. E é fato que a valorização creditada a muitos artistas da noite nem sempre é satisfatória. Quero dizer, não se paga o que os caras merecem, então, vam’buscá  fora o que não se recebe aqui. Mas mesmo assim a gente tem o prazer de ouvi-los por aí. Como aconteceu conosco noite dessas… Apreciamos a performance de dois camaradas nota dez : FERNANDO PESSOA , voz e violão, e JOSÉ ANTÔNIO GALDOLFO, bateria e percussão. O Zé, aliás, trabalhou conosco por muito tempo. Desde a época d’OS MILIONÁRIOS, passando por grandes carnavais em Franca, Patrocínio Paulista , Itirapuã, Capetinga, São tomaz de Aquino, Delfinópolis, Ibiraci e por aí afora, até grandes eventos em dupla, como a Festa da Achiropita, Café com Musica  e outros shows. Tirei o chapéu pros dois.

BENY CHAGAS MUSIC SHOW

Um pouco de blues, um pouco soul, de bossa, R & B, jazz…Grandes originais e primorosas releituras vocais e instrumentais. Coisas que você não ouve NORMALMENTE por aí.

Sábado às 9 e domingo às 10 da manhã na Mais Brasil FM-Franca–SP-101,3 Mhz.

Sábado às 11 e domingo ao meio-dia em www.francanoticias.com.br.

Sábado e domingo às 11 da manhã em www.radionovaip.com.br-Ribeirão Preto-SP.

Aguarde mais endereços. Não abro mão de você.

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.