Votação do relatório da lei dos agrotóxicos é adiada para a próxima semana

Reunião de comissão sobre lei de defensivos foi suspensa após ameaça de bomba

Postado em: em Agronegócios

Por volta das 18h ( Brasília) a assessoria de imprensa da FPA - Frente Parlamentar da Agropecuária - informou que A Dep. Tereza Cristina encerrou os trabalhos da comissão e anunciou que convocará nova reunião para a próxima semana, sem data ainda definida.

A tentativa de se votar a nova lei dos defensivos vem se arrastando nos últimos dias. Nesta quarta-feira , durante a primeira tentativa de se votar o relatório do deputado Luiz Nishimori (PR-PR), uma mala com uma bomba falsa foi encontrada na comissão especial , momentos antes de a sessão ser suspensa pela presidente do colegiado, a deputada Tereza Cristina(DEM-MS).

A Polícia Legislativa isolou o local, e não identificou nenhuma ameaça. A deputada Tereza Cristina classificou o episódio como uma brincadeira de mau gosto e disse que já há imagens de quem teria deixado a mala na sala. A Câmara dos Deputados, por meio de seu site oficial, afirmou que deve ser aberto um boletim de ocorrência para apurar os fatos.

Pela coincidência com a abertura da ordem do dia no plenário da Casa, a deputada suspendeu a sessão até as 15 horas e disse que na volta anunciaria se a votação do relatório do deputado Luiz Nishimori (PR-PR), que defende a aprovação da mudança nas regras dos insumos, ainda aconteceria nesta quarta-feira 20. 

No entanto. a falta de consenso prevaleceu e a votação foi mais uma vez adiada. 

O PL é polêmico e alvo de uma queda de braço de empresários ruralistas contra ambientalistas e órgãos do governo como, por exemplo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama), que se posicionaram contrário à proposta.


Artigos Relacionados