​Sesi Franca já preparou e distribuiu mais de 4,2 mil refeições na pandemia

Expectativa da entidade é ampliar esse número ainda em junho, passando para 6,5 milhões de refeições

Postado em: em Cotidiano

O Sesi Franca, com suas diversas equipes, conseguiu destinar mais de 4,2 mil refeições a várias entidades da cidade. O trabalho é uma orientação do presidente Paulo Skaf, de auxiliar as entidades e famílias carentes.

Em Franca, APAE, Grupo Mulheres do Brasil, Pastoral do Menor, Centro Espírita Vicente de Paula, Casa de Oração José Zoneti, Associação Vem para Casa, Lar de Idosos Eurípedes Barsanulfo, Comunidade Hodie, Grupo de Auto Ajuda Apoiar, estão entre as entidades assistidas pelo Sesi.

O projeto é totalmente subsidiado pelo SESI-SP, com a aquisição dos alimentos, produção das refeição e embalagem. Os parceiros atendidos se encarregam da retirada e entrega para a população. 

Todas as entidades atendidas já foram cadastradas. As pessoas podem auxiliar se inscrevendo como voluntárias para ajudarem na produção das refeições. 

Para tanto, é preciso ter mais de 18 anos e se cadastrar através do telefone (16) 3712-1609 ou pelo e-mail ce109@sesisp.org.br.

Em Franca, foram produzidas 4200 refeições por dia no mês de maio. No Estado, 230 mil refeições por dia.

EM JUNHO 

Nestes dois meses, o SESI-SP distribuirá 6,5 milhões de refeições. Para Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do SESI-SP, mais de 300 mil pessoas foram atendidas diariamente com a ação em todo o estado de São Paulo.

“Não podemos deixar de ajudar a sociedade neste momento tão delicado”, declara Skaf.

“Estamos agora em uma fase de reabertura gradual, de retomar a atividade econômica". 

"Apesar dessa perspectiva, as comunidades mais vulneráveis ainda precisarão de todo apoio para se reerguerem depois das sequelas financeiras trazidas pela pandemia". 

"Por conta disso, estendemos as doações as famílias de maior vulnerabilidade social”, afirma Skaf

Nesta segunda etapa, que vai durar todo o mês de junho, o Sesi-SP distribuirá 2,5 milhões de refeições para entidades filantrópicas, como ONGs, Igrejas e projetos sociais, já cadastrados pelas unidades operacionais e escolas do SESI-SP.

Serão 100 mil refeições saudáveis e balanceadas distribuídas diariamente, de segunda a sábado. 

O cardápio, composto por arroz, feijão, proteína e legumes, é elaborado por uma equipe de 138 nutricionistas e modificado a cada dia, levando sempre em consideração os alimentos mais frescos e as hortaliças da estação.

Ao longo de todo o mês, para transformar pouco mais de uma tonelada de alimentos em refeições que beneficiarão 108 municípios do Estado, o SESI-SP monta uma verdadeira força-tarefa com seus 139 cozinheiros, 606 auxiliares de cozinha, mais de 900 colaboradores realocados de outros setores e até mesmo voluntários. 

Todos munidos com equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscara, touca e luva, e seguindo restritos protocolos de segurança para a prevenção da Covid-19, o que inclui o distanciamento entre as pessoas, o trabalho em ambientes ventilados e o uso contínuo de álcool em gel.

Coronavírus

Além das 6,5 milhões de refeições que serão distribuídas gratuitamente para a população em situação de vulnerabilidade social, o SESI-SP desenvolveu uma série de guias, planos, conteúdos e até novos serviços para auxiliar as indústrias na prevenção e cuidados com o Coronavírus. 

A proposta é fortalecer o setor, mantendo sua produtividade, postos de trabalho e a segurança e saúde de todos os colaboradores. As ações estão descritas na página www.sesisp.org.br/para-industria/covid19.

O SENAI-SP, entidade também presidida por Paulo Skaf, produziu e distribuiu para comunidades carentes mais de 1 milhão de frascos de álcool em gel.

A instituição também utilizou sua capacidade técnica de produção em escala industrial para confeccionar 1 milhão de máscaras. 

Esses insumos foram doados para hospitais e Santas Casas do Estado de São Paulo. Ainda auxiliando na preservação das vidas infectadas com o novo Coronavírus, o SENAI-SP está realizando o conserto de respiradores. 

Mais de 130 respiradores receberam manutenção no último mês e foram realocados em 47 hospitais.


Artigos Relacionados