Santos FC perde para o Novorizontino jogando com o gramado encharcado

Peixe volta a campo no próximo domingo (11), às 17 horas, na Vila Belmiro

Postado em: em Futebol

​A chuva forte que caiu nesta quarta-feira (7) na cidade de Novo Horizonte, minutos antes de a bola rolar para Grêmio Novorizontino e Santos FC, prejudicou não apenas a qualidade do gramado como também a execução da postura pré-estabelecida por Jair Ventura. Sem condições para trocar passes e explorar as brechas do adversário, o Peixe acabou superado pelo time da casa pelo placar de 2 a 1, e volta para a Vila Belmiro sem somar pontos ao término desta 11ª rodada do Campeonato Paulista.

Além da péssima condição do gramado, dois outros fatores marcaram esta partida contra o Grêmio Novorizontino: o primeiro deles foi a estreia de Dodô, recentemente repatriado junto a Sampdoria, da Itália. E o segundo é que o técnico Jair Ventura, como previsto, mandou à campo oito atletas formados na base do Peixe: Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Alison, Léo Cittadini, Rodrygo, Arthur Gomes e Yuri Alberto.

Classificado para a segunda fase do Campeonato Paulista desde o empate contra o Corinthians, no último domingo, o Santos FC volta a campo neste próximo domingo (11), às 17h, na Vila Belmiro. O adversário nesta ocasião será o São Bento, e a partida será a última desta fase inicial do campeonato.

O jogo – Como esperado, a partida começou truncada para os dois lados, já que a bola pouco rolava diante de tantas poças no gramado. Aos 3 minutos o argentino Vecchio conseguiu descolar bom passe para o jovem Yuri Alberto, mas o goleiro Oliveira conseguiu fazer a interceptação antes que o Menino da Vila dominasse livre diante de sua meta. Pouco depois Daniel Guedes ainda tentou acionar Alison pelo alto, mas o volante do Peixe não conseguiu cabecear no gol adversário.

O Peixe passou a ditar as ações do jogo, até ter boa chance aos 16 minutos com Lucas Veríssimo. Após aproveitar sobra da zaga do time da casa, Rodrygo conseguiu dar belo passe para o zagueiro, mas na hora da conclusão ele acabou sendo travado pelo defensor do Novorizontino. Após este lance, o time da casa conseguiu encaixar um ataque bem-sucedido: Jean Carlos avançou pela esquerda e finalizou. Embora Vanderlei estivesse na bola, ela contou com leve desvio da zaga santista, o que o deixou vendido.

Com o gramado “impraticável”, como bem definiu Léo Cittadini no intervalo, o Santos FC voltou para o segundo tempo buscando criar oportunidades, mas em muitos momentos parando ou em poças ou na defesa do adversário. Em vantagem no placar, a postura do Grêmio Novorizontino em boa parte da etapa derradeira naturalmente foi se defender e jogar por uma bola isolada.

A solução encontrada pelo Peixe para empatar o certame veio mesmo pelo alto: aos 9 minutos, o estreante Dodô cobrou falta na área e, após bate-rebate, Yuri Alberto, de apenas 16 anos, marcou seu primeiro gol nesta edição do Campeonato Paulista. Pouco tempo depois, no entanto, Alisson Safira recebeu dentro da área pela direita e chutou para trás, com a bola desviando em Lucas Veríssimo e recolocando os mandantes à frente do placar.

Com o Grêmio Novorizontino novamente à frente do placar e diante da postura defensiva do time mandante, Alison passou a ser, pouco a pouco, o grande destaque do Peixe no jogo, seja no desarme como também na articulação de jogadas. Entretanto o volante, embora muito voluntarioso, muitas vezes, assim como seus companheiros, foi prejudicado pelo péssimo estado do gramado. As entradas de Vitor Bueno e Diogo Vitor arejaram o setor ofensivo do Santos FC, mas não foram suficientes para o empate no interior.


Artigos Relacionados