Rede estadual de ensino recebe matrículas de novos alunos até dia 31 em Franca

Este ano, além de realizar a matrícula nas escolas, é possível fazer no Poupatempo mediante agendamento

Postado em: em Educação

O período de matrículas para o ano letivo de 2020 nas escolas estaduais de Franca segue até a próxima quinta-feira, 31 de outubro. 

Os responsáveis pelos estudantes com menos de 18 anos devem procurar uma escola pública, tanto municipal quanto estadual, ou, ainda, o Posto do Poupatempo (mediante agendamento prévio), munidos de RG ou certidão de nascimento e comprovante de endereço. Para solicitar o serviço basta acessar um dos seguintes canais de atendimento: o portal (www.poupatempo.sp.gov.br), o aplicativo SP Serviços.

Na data e horário marcados, os interessados precisam levar ao Poupatempo, o RG ou a certidão de nascimento, além do comprovante de endereço do estudante. Para os menores de 18 anos é necessário estar acompanhado pelo representante legal, devidamente identificado. Concluída a inscrição nos postos, o cidadão receberá um comprovante de inscrição para acompanhamento do resultado de sua matrícula.

EJA continua a aceitar inscritos

Neste período também são esperadas novas matrículas de pessoas que não concluíram seus estudos na época correta e pretendem voltar a estudar. Para isso, a Secretaria da Educação iniciou a campanha de busca ativa com uma ampla divulgação e possibilidade de esclarecer dúvidas nos canais de comunicação da Secretaria.

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede estadual de SP recebe alunos a partir de 15 anos para os anos finais do Ensino Fundamental e 18 anos, no caso de Ensino Médio. “É muito importante perceber o quanto é significativo esse momento inicial para cada um deles. A decisão de retomar os estudos representa uma mudança em seu projeto de vida”, pontua a coordenadora da EFAPE, Cristina Mabelini.

O EJA cumpre mais do que o papel de completar o estudo. Ele reforça tambémr a independência e cidadania de cada indivíduo. “Para mim, estudar era uma coisa que não tinha sentido. Mas estar aqui me fez ver como é importante retomar a formação e como ela vai além de apenas conteúdos na lousa. É uma coisa humana”, explica Valeria S. da Guerra, que se formou em 2018 pela Escola João Vieira de Almeida.

Atualmente é ofertado em duas modalidades, a EJA de presença obrigatória, com atualmente mais de 190 mil alunos matriculados, e o CEEJA (Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos) com presença flexível com mais de 80 mil alunos.


Artigos Relacionados