Provas do Saresp serão aplicadas nos dias 27 e 28: alunos de Franca estão fora

Participam estudantes dos 2º, 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio

Postado em: em Educação

O Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – Saresp será aplicado nos próximos dias 27 e 28 de novembro.  Participam estudantes dos 2º, 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. Nesta edição, pais e alunos também responderão a questionários.

No entanto, este ano, os estudantes da rede municipal de ensino de Franca não farão o exame, uma vez que, segundo o secretário municipal de Educação, Edgar Ajax Filho, Franca tem a própria avaliação que está "bem alinhada com os processos pedagógicos" da atual gestão. Além disso, ele justifica o alto gasto para participar e o conflito com a data das provas, já que o exame será aplicado nos dias  27 e 28 de novembro, sendo o último a data do aniversário de Franca. "Não há necessidade de mais uma prova. A rede municipal já participará do Saeb (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica) da Prova Brasil, realizado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que nos classificou como segundo lugar no ranking do Estado até o 5º ano.", disse.
Ainda segundo Ajax, o objetivo do governo de Gilson de Souza (DEM) é participar do Saresp a cada dois anos. 

O Saresp é importante porque ajuda a melhorar a aprendizagem dos estudantes de São Paulo.

As provas de Língua Portuguesa e Matemática avaliam habilidades essenciais para o desenvolvimento da aprendizagem, produzindo importantes indicadores para subsidiar o planejamento escolar e as tomadas de decisão em políticas educacionais. Além disso, os resultados do Saresp são utilizados para a composição do Idesp – Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo.

O Saresp também é aberto para as redes municipais, particulares, SESI e unidades do Centro Paula Souza que aderirem à avaliação.

Com a participação e o engajamento de todos os envolvidos nesse processo de avaliação – gestores, professores, pais, alunos e técnicos da Secretaria – a Seduc SP espera que o Saresp contribua para a melhoria da qualidade do sistema educacional paulista.


Artigos Relacionados