Policiais da região são alvo de operação do MP contra tráfico de armas

Investigações do MP apontaram envolvimento de militares em Pratápolis, Passos e Paraíso

Postado em: em Segurança

Policiais militares foram alvos de uma operação do Ministério Público de Minas Gerais realizada na manhã de segunda-feira (1) em quatro cidades do Sul de Minas, todas na região próxima a Franca. 

A Operação "Proditor" apura envolvimento de suspeitos no tráfico de armas, além de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Ao todo, foram presas 20 pessoas. Entre os presos estão cinco policiais militares de Passos, Pratápolis e São Sebastião do Paraíso, onde também foi preso um guarda municipal.

Operação apreendeu armas e munições no Sul de MG — Foto: Ministério Público

Promotores de Justiça e policiais também cumpriram 36 mandados de busca e apreensão em Passos, São Sebastião do Paraíso, Itamogi e Fortaleza de Minas. As investigações, que começaram há quatro meses, após denúncias da própria polícia, chegaram a uma rede de comércio ilegal de armas de fogo, acessórios e munições.

A informação é de que os policiais agiam diretamente na organização, na venda de armas de origem ilícita. O nome da operação, "Proditor", significa traidor.

Participaram dos trabalhos na manhã desta segunda 128 policiais militares e sete promotores de Justiça. A operação foi do Grupo de Atuação Especial ao Crime Organizado, do Ministério Público, com parceria da promotoria de Justiça de Passos.


Artigos Relacionados