Pandemia: seis em cada dez brasileiros relatam aumento nas contas

Estudo realizado pela Ipsos ouviu 18 mil pessoas de 26 países, sendo mil delas no Brasil

Postado em: em Economia

Seis de cada dez brasileiros afirmaram que os gastos com alimentos, produtos e serviços para si e suas famílias cresceram desde o início da pandemia da Covid-19. O resultado é de uma pesquisa realizada pela Ipsos com 18 mil pessoas, de 26 países, sendo mil do Brasil. 

Enquanto 60% dos entrevistados relataram que a pandemia fez crescer os custos em casa, 12% disseram que os gastos diminuíram, e 25% não sentiram diferença alguma nas contas no fim do mês. Os dados são relacionados ao Brasil.

Na percepção dos entrevistados brasileiros, as compras de mercado — alimentação e produtos de limpeza — são as que mais alavancaram a alta nos custos durante a pandemia: 65% disseram ter tido gastos maiores nesses itens. Para 29%, esses custos permaneceram iguais, e, para apenas 6%, eles diminuíram.

Os custos fixos, como serviços de água, energia e gás, também estão entre os que mais cresceram, na opinião dos participantes do Brasil. Para 46% dos questionados, houve aumento nessas contas; 45% disseram estar iguais; e 9% tiveram diminuição nos gastos.


Artigos Relacionados