Palmeiras mantém um retrospecto 100% contra o time do Novorizontino

O atual Novorizontino só cruzou os caminhos do Verdão pela primeira vez em 2017

Postado em: em Futebol

O Palmeiras irá encarar o Novorizontino no próximo sábado (17), no Estádio Doutor Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP), em partida válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista (jogo de ida): o duelo marcará o terceiro encontro entre as duas equipes ao longo da história.

O histórico de confrontos com a equipe de Novo Horizonte é recente, já que a agremiação surgiu em 2010 para preencher a lacuna deixada após o fechamento do Grêmio Esportivo Novorizontino, em 1999. Apesar de essa nova associação existir já há oito anos, o atual Novorizontino só cruzou os caminhos do Verdão pela primeira vez em 2017.

A equipe palestrina ostenta retrospecto de 100% de aproveitamento diante do time aurinegro, pois, nesses outros dois embates disputados em 2017 – que, curiosamente, também foram válidos pelas quartas de final de uma edição do Paulistão, como desta vez.

O Alviverde levou a melhor em ambos, vencendo o primeiro prélio por 3 a 1, fora de casa, com gols de Dudu, Borja e Róger Guedes, no Estádio Doutor Jorge Ismael de Biasi, e superando novamente o adversário no segundo duelo, por 3 a 0, com gols de Willian, Borja e Dudu, no Pacaembu, garantindo à época a classificação para as semifinais.

Além disso, o Palmeiras possui outra estatística favorável. A história registra que, jogando na cidade de Novo Horizonte, anfitriã do jogo deste sábado (17), o Verdão entrou em campo por dez vezes, com três vitórias, cinco empates e dois reveses (13 gols marcados contra sete sofridos).

Vale lembrar que o Alviverde encerrou sua participação na primeira fase (12 primeiros jogos) desta edição da competição como dono da melhor campanha: foi o time que mais pontuou (26 pontos), que mais acumulou vitórias (8 triunfos), que mais balançou as redes (19 gols), que obteve o melhor saldo de gols (11) e que ficou com a defesa menos vazada (apenas 8 gols sofridos), ao lado de Corinthians, Bragantino, Ponte Preta e São Bento.

O antigo Novorizontino

Embora o atual Novorizontino tenha o uniforme, as cores e o emblema muito similares ao do extinto clube,  os dados do histórico de confrontos devem ser fragmentados para fins de estatísticas. Portanto, para enfrentar o antigo clube de Novo Horizonte (ativo entre 1973 e 1999), o Maior Campeão do Brasil entrou em campo por 19 vezes (dez vitórias, seis empates e três derrotas), com 35 gols marcados contra 13 sofridos.


Artigos Relacionados