Nos “Caminhos de Pedra” também tem vinho

Postado em:

Na verdade o título deste post deveria ser: Conheça os Caminhos de Pedra e se surpreenda .

Já ouviu falar sobre os “caminhos de Pedra”? Conhece , ou conhece alguém que já passeou por lá?

Caminhos de Pedra é um roteiro em Bento Gonçalves onde a cultura dos imigrantes está preservada e pronta para nos surpreender.

Bem, como todos os lugares do Rio Grande do Sul que já conheci, a hospitalidade e a gastronomia são os pontos marcante ... e diga se de passagem, deliciosos.

O nome, deve-se as casas que são de pedra ou tem a base de pedra, e os caminhos como rota turística foram idealizados em 1987 , devido a quantidade e boa conservação das casas dos imigrantes.

Um lugar onde parece que o tempo passa mais devagar, sabe aquela pausa na correria do dia a dia? É lá que ela acontece.
Logo que se entra nos caminhos, a estrada sinuosa deixa os problemas e stress lá na entrada. Cada casa que aparece tem um encanto... imagina quanta história passou por ali.

A única preocupação, é saber por onde começar, quantas casas interessantes... cada uma com a sua especialidade.

Entre elas, tem a Casa do Tomate, onde conhecemos um pouco da história deste fruto e podemos degustar as delícias elaboradas com ele, inclusive podendo levar para casa. A Casa da Cuca, onde se pode degustar as tradicionais Cucas. A casa da Erva-Mate onde aprendemos a fazer o Chimarrão da maneira correta e ainda aprendemos muito sobre esta erva. A Casa da Ovelha, hummm, queijos e produtos elaborados com leite de ovelha e ainda para os pequenos, e os não tão pequenos assim, apresentações dos “manejos com ovelhas”.A Casa da Confecção, onde encontramos lindas peças de roupas, impossível não sair com pelo menos uma. Além do atendimento que é de primeira, somos presenteados com um bom papo com explicações sobre a construção da casa e a história da família.

Mas aqui falamos de vinho, e lá??? Sim, nos caminhos de pedra também tem vinho. As vinícolas sempre é bom conhecer, cada uma tem sua característica especial e um produto diferente. A uva pode ser a mesma, que você já conhece, mas é outro terroir, outra família, a produção muda e o vinho muda.



E o que vocês acham de degustar um vinho com uma uva diferente? E duas uvas diferentes? Quem gosta de vinho, sempre está aberto a novas experiências e quando te falam sobre uma uva que só existe lá...UAU... impossível não se animar.

Pois a Vinícola Salvati e Sirena que funciona ali desde 2003, resgatou duas uvas que eu não conhecia... a Goethe e a Peverella, esta última resulta em um vinho picante em boca.

Esta uva chegou com os imigrantes do Vêneto, pevero quer dizer pimenta,foi plantada e depois esquecida. Até ser resgatada e aparecer como uva diferente das mas conhecidas onde produz um vinho muito interessante.

Adorei a experiência, além dos vinhos elaborados com as uvas já conhecidas.

E já falando em vinhos, “o que são os restaurantes de lá?” se pudesse almoçaria 3x no dia, uma vez em cada, e mesmo assim não consigo ir em todos . A gastronomia da região é conhecida por suas delicias e acompanhada de bons vinhos, também produzidos por perto, fica espetacular.

Esta é uma ótima dica para quem estiver lá por perto...

http://www.caminhosdepedra.org.br/