Mulheres são maioria nas equipes das unidades do Poupatempo paulista

Departamento público paulista emprega 62% de mulheres em seu quadro de funcionários

Postado em: em Comportamento

Na semana em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher, nesta quinta-feira, 8 de março, é oportuno destacar que o programa Poupatempo, considerado pela população o melhor serviço público do Estado, também merece ser lembrado por empregar 8.115 mulheres em 72 unidades de atendimento ao cidadão em São Paulo.

Este número representa 62% do quadro de 13.193 funcionários da central de serviços públicos do governo paulista, colocando as mulheres como maioria na equipe que presta o melhor serviço público do território paulista.

Do total de 83 gerentes e administradores dos postos e da área administrativa, 47 são mulheres (56%). Uma das gerentes, Maria Auxiliadora Montenegro, que trabalha no Poupatempo desde 1998, administra dois dos maiores postos Poupatempo, o da Sé e o de Guarulhos, que juntos prestam mais de 11 mil atendimentos por dia.

Entre as 72 unidades do Poupatempo, a que mais emprega mulheres é a de Itaquera, a maior de todas, que atende a 10 mil pessoas por dia. São 640 mulheres, de um total de 936, o que representa 68% do total.

Em seguida aparecem as unidades de São Bernardo do Campo, com 450 funcionárias (67% do total de 675), Sé (425, 64% do total de 666), Santo Amaro (420, 70% do total de 598) e Guarulhos (342, 63% do total de 546).

Considerando a proporção de mulheres em relação aos homens, o Poupatempo Caieiras fica em primeiro lugar, com 83% de mulheres. São 52 mulheres de um total de 63 funcionários.

Em seguida, pelo mesmo critério, aparecem Pindamonhangaba, com 79% (44 mulheres entre 56 funcionários), São José dos Campos, com 72% (203 mulheres entre 283 funcionários) e Itaquaquecetuba, com 70% (80 mulheres entre 114 funcionários.


Artigos Relacionados