Mais de 1,4 milhão ainda não tomaram a vacina Sabin em 2020 em SP

Meta da Secretaria da Saúde é vacinar 95% até o dia 30 de outubro, o que representa 2,1 milhões de crianças

Postado em: em Saúde

Meta de vacinação contra poliomielite ainda está longe do ideal em São Paulo

​Mais de 1 milhão e 400 mil crianças com idade entre 1 e 5 anos ainda não tomaram a vacina contra a poliomielite no estado de São Paulo em 2020. 

A meta da Secretaria Estadual da Saúde é vacinar 95% até o dia 30 de outubro, o que representa 2,1 milhões de crianças. Até agora, apenas 653 mil foram aos postos se imunizar, número equivalente a 31%. As informações são do portal G1.

Na cidade de São Paulo, cerca de 82% do público-alvo se vacinou. Apesar do percentual o ser maior do que do estado, a metade vacinação ainda não foi atingida na cidade.

A poliomielite, chamada de paralisia infantil, não registra mais casos no país graças à vacina. Em agosto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que apenas dois países no mundo ainda registravam casos da doença, Paquistão e Afeganistão. Mas o risco da doença voltar ao país ainda existe.

"É muito importante lembrar que, apesar de ter há mais de trinta anos a doença eliminada aqui no Brasil, nós temos em dois outros países a doença endêmica isso pode vir para o Brasil em poucas horas, então, é muito importante que as pessoas se vacinem para que a doença não retorne”, afirma Adriana Peres, coordenadora de imunização da Prefeitura de São Paulo.

A campanha de vacinação contra a poliomielite continua até o dia 30 de outubro. Durante a semana, a vacinação acontece também nas Unidades Básicas de Saúde das 7h às 19h.


Artigos Relacionados