Madeira... um português que vale a pena conhecer

Postado em:

O vinho Madeira ou da Madeira é um vinho fortificado que vale muito a pena conhecer.

Muitas vezes confundido com o Porto, o vinho Madeira não é melhor nem pior, mas diferente, único e tão bom quanto.

Esta dúvida sempre aparece, qual o melhor? Impossível comparar, os dois são vinhos fortificados e portugueses, mas para por aí. São produzidos com uvas diferentes, de maneira diferente, assim como o terroir que também é muito diferente.

Impossível não copiar a explicação de site http://www.vinhomadeira.pt/home-1.aspx,sobre o vinho Madeira:

Bem-vindo ao Vinho Madeira

Cores ricas e impressionantes que vão do âmbar ao dourado, aromas envolventes que se revelam num bouquet rico e harmonioso: baunilha, caramelo, caril, frutos secos, figos passados, canela… Sabores únicos que nascem numa atlântica e deslumbrante ilha com nome de um Vinho: Madeira!

Descoberta pelos portugueses, em 1479, a Ilha da Madeira logo depois já foi colonizada e teve a introdução de vinhedos, onde se adaptaram muito bem. Se olharmos o mapa , esta ilha fica mais perto do Marrocos que de Portugal, o motivo de um terroir ainda mais diferente.

O terroir formado pelo relevo acidentado, o que possibilita vários microclimas , especifico por ser uma ilha, imprime ao vinho um sabor único, que tem como base as uvas Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia(também conhecida por Malmsey), Tinta Negra Mole, Terrentez e Bastardo.

A maneira que é produzido, com aquecimento continuo do vinho fortificado em barricas abertas, carameliza os açúcares e oxida o vinho, o que dá o sabor característico, que depois ainda passam por maturação em barricas finalizando a complexidade desta bebida.

Com este processo um tanto diferente dos demais vinhos, o Madeira é o vinho que pode ser guardado indefinidamente depois de aberto, sem perder as suas características.

Claro que este processo não foi inventado do nada, como os outros , foram “acidentes” que aconteceram e os bons entendedores se aproveitaram. Provavelmente isto aconteceu durante as longas viagens de navio dos desbravadores, onde se levava vinho nas caravelas. Para ser bem rápida na explicação, o vinho que “ia” era de qualidade inferior ao que “voltava”, então descobriram que o processo de aquecimento acontecia durante a viagem. Aí foi só aprimorar e ter um grande vinho.

Podemos encontrar quatro estilos de Madeira, Sercial(moderadamente seco, Verdelho(mais seco), Bual(meio seco )e o Malmsey(doce)

Se você gosta de degustar sabores diferentes , esta é uma ótima oportunidade. Vai descobrir que além das belas paisagens e das toalhas bordas, a Ilha da Madeira tem sabores únicos e muito interessantes.