Japão descobre anticorpo que evita novas infecções do coronavírus. Veja aqui

O VHH pode se unir ao coronavírus, com capacidade de suprimir a doença, mostra estudo japonês

Postado em: em Ciência

​Um grupo de pesquisadores da Universidade de Kitasato, em Tóquio, no Japão, teve sucesso no desenvolvimento de um anticorpo que pode evitar novas infecções do coronavírus, que provoca a Covid-19, segundo publica nesta sexta-feira (8) a imprensa local.

"Há esperanças de que os resultados desta pesquisa possam derivar na produção de agentes terapêuticos e de diagnóstico de combate às infecções do novo coronavírus", diz o estudo.

A pesquisa foi desenvolvida numa colaboração entre as empresas Kao e Epsilon Molecular Engineering.

O trabalho acadêmico gerou um anticorpo de domínio simples, conhecido pelas siglas em inglês VHH, que pode atuar contra o Sars-Cov-2.

"O anticorpo VHH não só pode se unir ao novo coronavírus, mas tem a capacidade de suprimir a infecção", aponta a conclusão do texto.

A Universidade de Kitasato é uma das mais renomadas do Japão, com grande destaque pelo trabalho de pesquisa médica, tendo como um dos cientistas Satoshi Omura, que recebeu o Prêmio Nobel de Medicina, em 2015.


Artigos Relacionados