Carlos Gatti deve deixar governo e Gilson mudará Orivaldo para a Segurança

Mudanças no governo podem envolver Chefia de Gabinete, Assuntos Estratégicos e Segurança

Postado em: em Política

O prefeito Gilson de Souza (DEM) deverá publicar no Diário Oficial desta terça-feira a portaria de exoneração do secretário de Segurança e Cidadania de seu governo, Carlos Gatti. 

Informações diretas de seu entorno dão conta que o desligamento é parte de uma acomodação nos cargos do primeiro escalão.

Segundo a fonte, Gatti foi informado pelo prefeito que "precisaria" de sua cadeira à frente da Secretaria que coordena o trânsito e comanda a Guarda Civil Municipal, entre outras atribuições.

O objetivo da exoneração seria colocar em seu lugar o atual chefe de gabinete, Orivaldo Donzeli, que não estaria disposto a continuar na função. Tal decisão teria sido comunicada ao prefeito no começo de novembro.

Aí começa uma série de possibilidades para todos os aliados ficarem acomodados no governo de Gilson.

O próprio Gatti não estaria fora dos planos. Para não deixar ele de fora, Gilson teria oferecido um cargo no setor de Comunicação, atualmente ocupado pela jornalista Nelise Luques. Apesar de já ter ocupado a função, Gatti teria agradecido, mas recusado o cargo.

Com a eventual saída de Orivaldo Donzeli da Chefia de Gabinete, seu cargo pode ser ocupado pelo secretário de Assuntos Estratégicos, Adriel Cunha. 

O virtual ocupante desta pasta poderia vir de fora do governo.​


Artigos Relacionados