Franca está entre as 24 cidades do país com pior geração de empregos

Desde início do ano, os dois maiores municípios da região fecharam 14,1 mil postos com carteira assinada

Postado em: em Trabalho

Franca está entre as 24 cidades do país que mais fecharam postos de trabalho em 2020, segundo dados do Ministério da Economia.

Um ano depois da cidade estar entre os cinco do estado de São Paulo que mais gerou oportunidades, um grande número de pessoas perdeu o emprego entre janeiro e maio, de acordo com os registros do governo federal.

Os déficits acumulados são piores que os de cidades como João Pessoa (PB), Niteroi (RJ) e São José do Rio Preto (SP), por exemplo, e acima de municípios como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP).

​Franca​


Em Franca, maio terminou com um déficit de 3.777 empregos, resultante de demissões - 4.971 - mais que quatro vezes maiores que as admissões, de 1.194. 

Em 2019, no mesmo mês, a cidade acumulou um saldo de 79 postos com carteira assinada.

No acumulado do ano, a cidade tem um déficit de 6.583 oportunidades, diante de 5.097 vagas abertas um ano antes.

Com isso, Franca tem 78.747 pessoas empregadas, 7,71% a menos que no início de 2020.

As perdas no mercado de trabalho estão abaixo das registradas em abril. Em janeiro, o município chegou a criar mais de 2 mil oportunidades.


Artigos Relacionados