Flor 'gigante' com cheiro de carne podre espanta curiosos em Batatais

Originária da Ásia, planta atrai curiosos, mas espanta logo por causa do fedor, principalmente no calor

Postado em: em Cidades

Bonita aos olhos, uma flor-cadáver que recentemente se abriu em um sítio de Batatais tem chamado a atenção dos curiosos, mas logo os espanta por causa de uma característica peculiar.

Considerada uma planta exótica no Brasil, mas endêmica em algumas regiões da Ásia, a planta de grandes proporções da espécie Amorphophallus titanum exala um cheiro forte que se assemelha a carne podre e torna a proximidade quase impossível, principalmente em dias quentes.

“O pessoal vem, tira foto e sai correndo por causa do cheiro”, diz o agricultor e engenheiro agrônomo Paulo Eduardo Cerri, colecionador da espécie.

Presente especial

Há dez anos, Paulo ganhou as sementes de um amigo dos Estados Unidos, as plantou em cinco caixas d'água no sítio em Batatais e, mesmo a 16 mil quilômetros do habitat natural dela, conseguiu com que três brotassem e duas florescessem.

A Amorphophallus titanum é comum em florestas tropicais a oeste da Ilha de Sumatra, na Indonésia, onde o ar é muito úmido e a temperatura quase não varia durante o ano. 

A planta é famosa por ter a maior inflorescência do reino vegetal com até três metros de altura e 75 quilos. “Ganhei o presente, plantei, esperei e hoje tenho as flores. Mas nunca achei que a planta chegasse a florescer, por estar em uma condição muito diferente da região original dela. Isso foi uma surpresa”, destaca.

Com a experiência, Cerri descobriu que a flor é resistente ao clima brasileiro, onde encontrou um meio de se manter. “Nas épocas secas e frias do ano, ela entra em dormência. As folhas ficam secas e a planta dorme, ou seja, o bulbo fica debaixo da terra. Quando a condição do tempo melhora, ela rebrota novamente”, explica.

Mas a floração vem acompanhada do desagradável efeito colateral que faz jus à denominação de flor-cadáver. “Ela é mal cheirosa. Na hora do sol quente, o cheiro é muito desagradável. É o pior horário. Ninguém aguenta ficar por perto”, comenta Cerri.

Assim como o espetáculo visual, o odor dura somente três dias, período em que a planta se fecha para somente se reabrir em dois ou três anos.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2019/12/29/com-cheiro-forte-flor-gigante-espanta-curiosos-em-batatais-pessoal-tira-foto-e-sai-correndo.ghtml



Artigos Relacionados