Estudante emagrece 36 kg e doa mesmo peso de arroz a famílias carentes

Jovem tirou fotos com pacotes do alimento nos braços para simbolizar o quanto conseguiu emagrecer

Postado em: em Mais+

Hannah em dois tempos: antes do emagrecimento e após rotina de exercícios

Após emagrecer 36 quilos, a estudante de letras Hannah Martins, de 19 anos, quis comemorar a conquista de maneira solidária. Para cada cinco quilos perdidos, a jovem comprou um pacote de arroz para doar a famílias de Ribeirão Preto que perderam a renda durante a pandemia de coronavírus.

"Fiquei muito feliz, mas, ao invés de só me fazer feliz, quis transformar a felicidade em gratidão e ajudar outras pessoas. Foi uma coisa que me marcou e marcou outras famílias também”, diz.

Antes de doar os alimentos, Hannah fez uma foto com os sete pacotes de arroz nos braços para comparar à quantidade de quilos que conseguiu emagrecer ao longo dos dez meses de dieta e exercícios.

A foto, publicada no Instagram, chamou atenção dos amigos da estudante e viralizou. Com isso, Hannah passou a receber mensagens de pessoas que também estão lutando contra a balança e se sentem inspirados por ela.

"Muita gente veio me falar que sou um exemplo vivo de que dá para emagrecer e que não precisa mudar muito. São hábitos pequenos que fazem toda a diferença. Fico muito feliz quando recebo estas mensagens", diz.

Os pacotes de arroz doados por Hanna serão entregues a famílias de baixa renda nos próximos dias com ajuda de voluntários.

Rotina fit
Hannah começou a compartilhar a rotina fit em novembro, quando pesava 100 quilos e buscava perder 36 para chegar ao índice de massa corporal (IMC) adequado. De segunda-feira a sábado, fazia musculação e exercícios aeróbicos intercalados com aulas de pilates e de pole dance.

"Sempre tive muito apoio, tanto da minha personal quanto da minha professora de pole dance e da minha fisioterapeuta de pilates, fora meu namorado, minha mãe, meu pai e todo mundo em casa", diz a jovem, que começou a pôr em prática o plano de emagrecer após o incentivo do pai.

Cinco meses após o início do projeto, Hannah, que já estava com 75 quilos, entrou em quarentena junto com a família. Com medo de se infectar pelo coronavírus, a estudante não saía de casa nem para caminhar na praça durante a fase mais crítica da pandemia.

A jovem afirma que a interrupção dos exercícios físicos causou a insegurança de perder o que havia conquistado, mas, com apoio da família e da personal trainer, ela passou a fazer exercícios dentro de casa e se esforçar para manter a dieta.

"Eu preparava meus exercícios. Via vídeos, era uma coisa meio baseada no que já fazia, mas, querendo ou não, precisava de muita força de vontade, ainda mais na quarentena, que está todo mundo desanimado", conta.

Em abril, Hannah participou de um desafio nacional de emagrecimento pela internet. Ela foi a competidora que mais perdeu peso e medidas corporais ao longo de dez dias, conquista que deu a ela um prêmio de R$ 500.

"Quando ganhei o desafio, fiquei animadona, aí deu um gás, porque já tinha chegado até aqui, então não quis desanimar. Não tinha como pegar mais pesado. Só se eu parasse de comer", diz a estudante.

Em agosto, Hannah conseguiu atingir a meta de emagrecimento. Agora, ela continua focada em manter a rotina de exercícios e quer voltar à academia para ganhar massa magra com a musculação.

"Continuo com meus treinos em casa, compartilhando no Instagram. Quando pensava em desistir, olhava para o meu Insta, porque ele me dava uma lembrança do tanto que eu já andei. Foi por isso que criei ele. Agora, quero ajudar outras pessoas a conquistarem seus objetivos", diz.


Artigos Relacionados