Espanha... a maior exportadora de vinhos

Postado em:

O Mundo do Vinho sempre nos surpreendendo.

Se perguntar para um apreciador de vinho qual o país é o maior exportador de vinhos, a resposta com certeza será entre os mais conservadores Itália ou França e entre os demais a certeza do Chile.

Para surpresa geral, é a Espanha. Que superou com 22,8 milhões de hectolitros, a Itália com 21 milhões e a França com 15 milhões.

Mas em valores, a exportação dos vinhos franceses é superior, assim como a produção de outros países. Isto não quer dizer que a Espanha produza vinhos ruins, mas que exporta em maior quantidade os vinhos mais simples. Segundo o jornal espanhol El País: Por sua exportação recorde, a Espanha obteve apenas receitas de 2,850 milhões, contra 9 bilhões na França. A razão é que, enquanto a Espanha vende a 1,25 euros por litro, os franceses fazem isso em uma média de seis euros; A Itália, que faturou 6 bilhões, colocou-a em 2,78 euros por litro.Mas a média de valor destes vinhos espanhóis estão subindo aos poucos.

No Brasil, que hoje importa mais vinhos de Portugal do que qualquer outro país, infelizmente ainda não encontramos com facilidade muitos rótulos de vinhos espanhóis. Já encontramos alguns de ótima qualidade conhecidos com um valor agregado, como os da Bodega Torres, Marques de Riscal, Marques de Murrieta, Pesquera, Clos Mogador, Matarromera, Beronia, Vivanco, e outros bem baratos, os quais me deixam um pouco “desconfiada”da qualidade. Mas nada do que pode ser este mercado.


A Espanha tem ótimos vinhos de regiões variadas, onde o terroir imprime cada característica própria. Espero que cada vez mais estes vinhos de qualidade cheguem ao mercado brasileiro para que possamos degustar cada terroir e apaixonar pelas características de cada produtor.

O que você acha de conhecer a terra do Tempranillo e seus vários nomes e sabores. E conhecer outras uvas entre elas a Mencia, Macabeo, Graciano ou a Albariño.