Entrega de chaves do Copacabana se torna palanque de políticos

Vereador Corrêa Júnior, presidente da EMDEF e Gilson de Souza participaram de evento

Postado em: em Política

Conforme o previsto, a entrega das chaves do Residencial Copacabana se tornou um palanque político. 

O evento, realizado nesta quinta-feira, no Poliesportivo, embora fosse estritamente o ato formal de entrega das chaves, tornou-se uma oportunidade para "cortar a fita" dos apartamentos.​

A presença mais vista no Poliesportivo era do vereador Corrêa Júnior (PSD). Tirou fotos, postou nas redes sociais, fez declarações de felicidade alheia. Parecia que ele estava em campanha.

Vereador mais próximo do prefeito Gilson de Souza (DEM), politicamente até mais que o irmão de Gilson, Nirley, o vereador Corrêa tem exercido a liderança informal do prefeito e, segundo alguns vereadores, é conselheiro político-administrativo.

O episódio do Copacabana foi uma aposta política de Corrêa Júnior e Gilson de Souza que deu mais trabalho que o esperado. 

Na teoria, era só concluir e inaugurar, conquistando a simpatia dos moradores. 

Na prática, a coisa foi diferente e demorou um ano e meio, só no governo Gilson, até que chegasse o momento da entrega das chaves, causando desgaste e saraivadas de críticas nas redes sociais.

Gilson também esteve no Poliesportivo, onde enalteceu o seu empenho para a resolução do problema que se transformou a entrega dos apartamentos.. 

O presidente da EMDEF, Marcos André Haber, outro fiel escudeiro do prefeito, e que participou da finalização do conjunto, também se fez presente.





Artigos Relacionados