Empresário vende picolé de coxinha e salva negócio durante pandemia, veja!

Impedido de dar aulas por conta da pandemia, professor de dança teve que se reinventar

Postado em: em Gastronomia

Criatividade na crise! Clayton Francisco Quintiliano, de Jaú, no interior do estado de São Paulo, criou o picolé de coxinha – na verdade uma coxinha em formato de picolé – e explodiu nas redes sociais.

A alternativa de renda extra que ele encontrou durante a pandemia de Covid-19 acabou fazendo sucesso.

A iguaria viralizou pela primeira vez em maio deste ano, quando o professor de dança ficou impedido de dar aulas presenciais e precisou se reinventar.

“É muito difícil parar e fechar as portas”, disse o empresário, que tem um estúdio de dança na cidade.

Sorveteria

Quintiliano era dono de uma sorveteria e começou a pensar em uma forma de equilibrar as vendas no inverno.

Clayton pediu então para sua mulher, Camilla Maróstica Rizzo Quintiliano, desenvolver a receita, que foi testada pela família inteira.

“Queria fazer coxinha, mas num formato que tivesse a ver com o conceito da loja”, diz ele. 

Estava criado o picolé de coxinha, brincadeira que agradou ao casal, mas de início não foi adiante.

“Não sei fritar salgados, mas contei a minha ideia para uma pessoa que sabia e pedi para ela fritar para mim e ver se dava certo”, revela.

Pandemia

Aproveitando a época de isolamento, Clayton retomou a produção do picolé de coxinha e ganhou a internet.

Camila ajuda na produção. Cada picolé de coxinha custa 4 reais e a bandeja congelada custa 12.

Os recheios são de frango, calabresa, presunto e queijo.

O sucesso foi tanto que o casal já pensa em expandir o negócio.

Formatos

Além de Clayton, outros empresários também pensaram em outros formatos de coxinha…

Já inventaram o sanduíche de coxinha, quibe de coxinha, hambúrguer, cupcake, buquê e até ovo de páscoa de coxinha.

Fátima Almeida, uma salgadeira de Curitiba, criou em 2017 o ‘coxinha ovo’, um ovo de páscoa salgado de quase um quilo. Embalado para presente, o produto foi sucesso tanto na internet, quanto nas vendas.


Artigos Relacionados