Cúria de Franca: ​Bispo D. Paulo define como serão missas daqui para frente

Decreto para a retomada das celebrações eucarísticas com a participações dos fiéis têm 15 regras

Postado em: em Religião

O bispo da Diocese de Franca, Dom Paulo Roberto Beloto, após se reunir com suas lideranças eclesiásticas, definiu 15 medidas para o retorno das celebrações eucarísticas nas 23 paróquias que estão instaladas em Franca e também região.

As medidas do bispo foram analisadas e definidas após reunião com os padres em encontro na manhã dessa segunda feira (01). São normas as novas regras da Diocese de Franca.

A flexibilização de celebrações e missas 

As celebrações em templos religiosos foram definidas pelo decreto do prefeito Gilson de Souza para a abertura das comunidades paroquiais situadas em Franca para a acolhida dos fiéis para a Celebração das Missas dominicais (cumprindo o preceito na sexta-feira, sábado e domingo). 

No entanto, a Prefeitura fez uma série de recomendações para as lideranças. E, diante às recomendações, o bispo Paulo Beloto divulgou as novas regras. 

AS EXIGÊNCIAS 

1. Nas Celebrações Eucarísticas da sexta-feira, deve-se utilizar a liturgia do dia, cumprindo-se igualmente o preceito dominical; 

2. Aumentar o número de celebrações para se evitar a aglomeração de pessoas; 

3. Realizar comentários de entrada de maneira breve, não realizar procissões na entrada e saída das cerimônias; 

4. Evitar turíbulo e incenso; 

5. Reduzir o número de acólitos e coroinhas; 

6. Omitir as músicas em cantos fixos: Ato Penitencial, Glória, Salmo, Santo, Doxologia, Amém, Cordeiro – sejam rezados; 

7. Fazer breve homilia; 

8. A Oração da Comunidade (preces) deve ser feita somente com as quatro orações previstas (pela Igreja, pelos governantes, pelos pobres e pela comunidade); 

9. Coletas: pessoas responsáveis devem manusear luvas descartáveis e realizar também a higienização das mãos;

 10. Conservar as âmbulas, com as partículas a serem consagradas, fechadas durante toda a Celebração; 

11. Omitir o abraço da paz; 

12. Não incitar a união das mãos na recitação da oração do Pai Nosso; 

13. A comunhão seja distribuída na mão dos fiéis e somente na espécie do pão consagrado, pelo padre, diácono e ministros devidamente preparados. Ressalta-se a necessidade do uso de álcool gel 70° antes e depois da distribuição, com o devido uso de máscara facial; 

14. Fica proibido o uso de folhetos de cantos e leituras; 

15. Caso a Pastoral do Dízimo esteja acolhendo as ofertas, as pessoas deverão fazer uso de máscaras, luvas e a higienização das mãos.


Artigos Relacionados