Demarcação do ramal de Franca do Caminho da Fé avança nas ruas da cidade

Algumas avenidas já começaram a receber a sinalização obrigatório para a inauguração do trajeto

Postado em: em Religião

Demarcação do Caminho da Fé em Franca avança (Foto: Marcelo H Batista)

O processo para que o ramal de Franca do Caminho da Fé seja inaugurado definitivamente está avançando. Alguns pontos da cidade começaram a receber a sinalização obrigatória do trajeto, como as Avenidas Distrito Federal – nas imediações da Igreja Nossa Senhora Aparecida, a Capelinha -, Dr. Ismael Alonso y Alonso, Champagnat, Miguel Sábio de Melo e Rio Negro e Solimões.

A rota de Franca será a maior de todo o Caminho da Fé, com cerca de 560 km, e terá a Capelinha como ponto de partida. Integram ainda a rota, os municípios paulistas de Patrocínio Paulista e Itirapuã; e São Tomaz de Aquino, Guardinha, São Sebastião do Paraíso, Itamogi, Monte Santo de Minas, Milagres, Arceburgo, Tiradentes, Caconde, Divino, São Roque de Minas e Águas da Prata, em Minas Gerais. 

O trecho do ramal de Franca do Caminho da Fé terá 18 km nas áreas urbana e rural francanas, até a divisa com Patrocínio Paulista.

Trecho do ramal de Franca terá 18km nas áreas urbanas e rural até divisa com Patrocínio Paulista (Foto: Marcelo H Batista)

Inicialmente, o ramal de Franca seria interligado ao ramal de Mococa, já existente, até Aparecida, no entanto, foi definido que será interligado à cidade de Guaxupé, em Minas Gerais.

Segundo Gustavo Hecker Souza, da Nena Viagens, que junto com o irmão Fabiano Hecker Souza, trabalham com seu pai Ademir Sebastião de Souza há muitos anos para concretizar a ideia, afirmou que  a saída do ramal de Franca será a Igreja Capelinha/ Nossa Senhora Aparecida, onde será construído um pórtico sinalizando o local como início da rota na região. 


Artigos Relacionados