Brasil tem um advogado para cada 190 habitantes, índice maior que os EUA

A estimativa leva em conta apenas os advogados inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil

Postado em: em Justiça

Com 210 milhões de brasileiros e 1,1 milhão de advogados, a proporção aproximada de causídicos no país é de um para cada 190 cidadãos. 

A estimativa leva em conta apenas os advogados inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil, desconsiderando estagiários (26,6 mil) e suplementares (48 mil).

Em 2008, estudo da OAB apontava 571.360 graduados em Direito para 183,9 milhões de brasileiros - ou seja, um advogado para cada 321,8 habitantes. Menos de dez anos depois, o Brasil alcançou a marca de um milhão de advogados.

t

De 2008 para cá, o DF manteve-se como o Estado com o mais alto índice de advogados. Se antes havia um advogado para cada 140 pessoas, há agora um profissional para cada 73.

Na outra ponta, o Maranhão continua tendo a menor proporção de advogados em comparação aos demais entes da Federação: em 2008, era um para cada 1.337 habitantes; agora, é um para cada 446.

Os três Estados mais populosos - SP, MG e RJ - apresentam dados acima da média nacional, com maior proporção de advogados. 

O caso mineiro se destaca: há cerca de dez anos, era um causídico para cada 399 mineiros. Atualmente, contabiliza-se um para cada 176.

Já o RS, embora tenha a 6ª colocação em números absolutos de habitantes - 11,3 milhões, menos de 1/4 de SP -, ocupa a 3ª posição em proporção de advogados: um para cada 134 gaúchos.

O alto índice de advogados no país salta aos olhos quando comparado com os EUA, 3º país mais populoso do mundo (perdendo apenas para a China e a Índia). 

Com uma população estimada em 329,6 milhões de habitantes, o país tem pouco mais de 1,352 mi advogados, o que gera uma proporção de um advogado ianque para cada 244 habitantes.

Em 2016, quando o Brasil alcançou um milhão de advogados, os EUA tinham 1,312 mi causídicos.



Artigos Relacionados